Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009
PASTEIS DE BELÉM. VENERÁVEIS E INVULNERÁVEIS

300920091733

 

 

 

 

 

 

 

 

 

( A partir de espectacular foto de Vasco Neves/DN de hoje)

 

Nunca fui muito à bola com uma certa imagem de seriedade que Aníbal quis transmitir. Confesso, todavia, que o homem me pareceu ter mudado aqui há alguns tempos atrás. Pura ilusão. A estafada encenação do "forçado" presidente atirado às feras, quase tropeçando nos barrocos cortinados com que uma qualquer Graça Viterbo lhe embrulhou os dias, deixaram-me estarrecido perante tamanha hipocrisia ( há muito que não via e ouvia tanta unanimidade nos fora das rádios e TVs condenando semelhante desfaçatez ).

Um chefe não discute na praça pública as " vulnerabilidades" das suas tropas! Ataca-as, lá, onde elas parecem ter lugar!

Senhor Presidente, não é só o Lima que precisa de limar as arestas da honra perdida. Encontrem-se ambos, de " preferência num local "discreto" e, depois, vejam se acertam o passo, não vá o povo juntar-se às portas do Palácio de todas as Habilidades, por causa das suas tantas....Necessidades.

O senhor acabou de revelar o segredo de Belém!

O que nos vale é que, apesar de tudo, para a nossa penalizante delícia - essa outra incontornável  e gastronómica vulnerabilidade - o segredo dos vizinhos Pasteis de Belém ... se mantém invulnerável!

Ah! Veneráveis Pastéis de Belém, ou, como diria Pessoa, "come pastéis, Aníbal, come pastéis"!

antónio colaço



publicado por animo às 08:21
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009
PROCLAMAÇÃO
Crónica publicada no mensário VMT - Voz da Minha Terra, de Mação. Campanha eleitoral autárquica oblige. Apesar de ser um exercício da mais pura ficção, não restam dúvidas de que desejo, ardentemente, como qualquer maçanico que se preze, 35 anos depois de um avassalador poder laranja, que ele possa ser proferido pela candidatura socialista à Câmara de Mação liderada por Nuno Neto e Helder Oliveira. Chegou a sua hora . Boa sorte e, se possível, um pouco mais de audácia.

macao8a

 

 

 

 

 

 

 

Peço-lhe que me acompanhe por alguns instantes numa pequena meditação. Não é pedir muito tendo em conta o tempo tantas vezes perdido em frente de um televisor, cavalgando telenovelas, vidas alheias, fugindo a assumir o papel principal  na sua própria história de vida. Estou, imaginemos, estamos – eu, você, em suma, cada um dos milhares de leitores do VMT em si considerados  -  no dia 11 de Outubro, à noite, e o povo de Mação acabou de me eleger, de nos eleger, para Presidente da Câmara Municipal de Mação. Fomos eleitos na base de um programa e da confiança que os cidadãos em nós depositaram. O que vai seguir-se é, assim, uma Proclamação que visa relembrar e comprometer-nos perante todos.

Maçanicos, agora que fui eleito Presidente da Câmara, quero jurar solenemente a fidelidade ao principio de que para mim todos são cidadãos com iguais direitos e deveres e tudo farei  para aprofundar, nos próximos anos, um relacionamento pessoal com todo o universo de eleitores e cidadãos residentes no nosso concelho o que me fará levar ao extremo  recorrer a todos os meios para, porta-a-porta, telefone a telefone, telemóvel a telemóvel ou mesmo internet/vídeo conferência,  perceber como vivem, o que sonham, o que sofrem e o que é a Câmara Municipal que, a partir de agora, dirijo, poderá fazer para vos tornar os dias mais leves, para tornar as decisões mais corresponsáveis, para ter, enfim, uma população que conhece não só o seu presidente mas que, através dele, à sua imagem, deseja conhecer-se entre si, pertença a que partido pertencer, professe a religião que professar, tenha a idade que tiver, adopte o estilo de vida que adoptar.

Ficam por isso excluídos, a partir deste momento, qualquer tipo de favorecimento, partidário, familiar, cunhas, pedidos, numa palavra “conhecimentos”, porque vamos todos, a partir de agora, ficar a conhecermo-nos uns aos outros..

Maçanicos, agora que fui eleito Presidente – não se esqueça é você que também está a dirigir-se a eles!! – tudo farei para desenvolver as potencialidades do meu concelho, a começar pelas riquezas naturais, iniciando, desde já, os contactos com a população do Chão do Brejo/Castelo, para conseguirmos ir a tempo de alcançar os fundos comunitários que restam e converter a Serra do Bando no Parque Natural da Serra do Bando, na Grande Sala de Visitas do nosso concelho transformando-a num dos nossos principais motores económicos, nomeadamente, pela rápida criação de muitos postos de trabalho dadas as diversas áreas que para ali serão chamadas a intervir como sejam, restauração, agricultura, artesanato,serviços,saúde, ensino, etc. Tal passará pela recuperação da aldeia existente e construção de raiz de um Hotel da Serra em moldes já aqui largas vezes abordado, entre outras apostas (é uma crónica, não se esqueça!)

Nesse sentido, a Câmara Municipal deixará de servir como fonte empregadora e, sobretudo, geradora de injustiças ao pagar com empregos os votos obtidos nas urnas durante tantas décadas. Acabaram-se os medos.Todos serão precisos.

Maçanicos, agora que fui eleito Presidente, tudo farei para redinamizar o nosso Centro Histórico, iniciando, desde já, um plano de conversações para saber quem é quem no que aos proprietários dos imóveis abandonados diz respeito e com base na mais recente legislação do nosso governo, definiremos um plano de reabilitações. Aquilo que alguns chamaram a nova Central de Camionagem, o chamado Auditório, será reformulado no seu aspecto exterior por forma a atenuar o desenquadramento  para que a “pallete de modernice” bacoca convoca. O Posto de Turismo será, de facto, um posto de turismo e não um estabelecimento de florista, com muito respeito por quem lá está e a polémica escultura de homenagem ao Pe Figueiredo bem como a reposição daquele espaço como património edificado, verdadeiramente dedicado a um memorial digno do ilustre latinista, repondo, assim, a continuidade da rua, serão outras das realidades.Tudo faremos, ainda, para dialogar com todos os proprietários, invertendo a lógica da caça à multa e às pequenas taxas para pequenas obras, incentivando, antes, os moradores, da sede da vila e aldeias do concelho, para que as promovam dando delas, apenas, prévio conhecimento.

 

Ficam, por isso, excluídas quaisquer obras de construção que visem alterar o bilhete de identidade herdado de nossos pais. Nesse sentido, todos os proprietários que contribuíram para a edificação dos vulgarmente chamados mamarrachos, nomeadamente, no Largo do Cineteatro, Rua de Stº António, e não só, serão chamados à Câmara para a definição de uma solução que reponha o velho traçado do nosso património edificado.

Maçanicos, a partir hoje, todas as reuniões da Câmara passarão a ser semanais, depois do horário de trabalho e com períodos dedicados à intervenção do público que assim poderá nelas participar.

Quero, para terminar, pedir desculpa por 35 anos de um poder que vos ignorou, sim, mas para quem agora peço a vossa máxima compreensão. Vamos mostrar como se utiliza o poder, desde logo, para lhes  perdoar  e mostrar-lhes não só como se deve fazer mas, sobretudo, que se juntem a nós para também fazerem.

Maçanicos, quero ser um Presidente inteiro e a tempo inteiro. A minha única empresa sois vós. Ajudai-me a conseguir para Mação, finalmente, a arrumação que a nossa terra merece.Muito obrigado.

macaonascersol

 

 

 

 

 

 

 

MAÇÃO - Nascer do sol...

antónio colaço


publicado por animo às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 27 de Setembro de 2009
A FALA DAS URNAS.UMA NOVA MAIORIA.A DOS QUE MAIS PRECISAM.
270920091690a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Imagem da única rosa colhida, esta tarde, no meu Vale das Árvores. Quase ao fechar das urnas, um botão a desabrochar.

É tempo de assumir que o caminho se faz com mais gente. Gente do lado do pão, da paz e da justiça para os que mais precisam. Gente do lado da maioria.

Viva a nova maioria.

Tem de ser Melhor. Tem de ser Maior.

Com todos. A Esquerda TODA.

antónio colaço*

Um post assumidamente  pouco correcto.Politicamente falando...depois da fala das urnas! Uma fala...correcta!Não há volta a dar!

Acredito no ânimo de José Sócrates para fazer todas as pontes com as esquerdas! Todas.

________________________________________________________

CONTRIBUTOS PARA UM DEBATE

Muito sugestiva a rosa.

Certificaste-te que não é transgénica e que não tem um microfone acopulado?

É que o Diabo, às vezes, tece-as...

JATS

Meu caro Colaço.

A poucos dias de terminar, oficialmente, esta legislatura, sou a reagir  às tuas observações(votos?).

A esquerda de que falas existe mesmo? Ou é um sonho  inspirado pelo bucólico espaço que nos envias?

É que eu acho que todos  os do lado esquerdo da política  têm que mudar  de forma visível para que alguma esquerda  se possa  afirmar. Não será,  penso eu,  mantendo-se nos seus feudos  político ideológicos, como até aqui.

 

Se a situação do País não determina uma  visão  original da esquerda portuguesa , então  não será esta que determinará  o curso deste País. Nestas eleições não vi, nem ouvi, ninguém falar do País real, mas  apenas da forma como o fantasia. Ainda desconto que em campanha eleitoral era improvável que alguém o fizesse, mas agora é o momento da verdade ( que pode uma vez mais ser adiado, é certo, mas com uma alta factura!).O Sócrates tem mais hipótese de chegar  ao fim da próxima legislatura, ou ao momento que achar mais interessante para a terminar, sem a esquerda de que falas.  Com a actual esquerda só  ajudará  a direita a recompor-se e a descaracterizar mais o PS. O espectro partidário parlamentar actual não é a representação fiel do povo português! Não nos esqueçamos de que a economia é determinante( K. Marx lives!)

Não há uma crise para vencer, mas uma nova economia para edificar. E não há nenhuma visão disso da parte de nenhuma esquerda europeia. Esse é o busílis!

Estou absolutamente convencido disto,  já o manifestei, já paguei a respectiva…. mas  não mudarei facilmente.

Um abraço

V. Leite

Olá António

Obrigada pelo mail. Que linda foto, a nora e a rosa, a primeira, a falar de esperança…

Beijinhos

H. Martins

Olá camarada Colaço.

LINDA esta foto! Para uma "galinha do campo" como eu, foi um pitéu para os meus olhos.

Espero poder retribuir-lhe, não com uma foto, mas com uma palavra, simples e pequena : "VITÓRIA"

Já estou em combate como um soldado abenegado. O povo ditará no dia 11 a sua livre escolha democrática - a  CDU quer fazer mais um mandato, o último possível para a actual presidente Gabriela Tsukamoto, nós, gostaríamos de "tombar o muro de berlim" em Nisa!

Abraço, da

 Idalina Trindade

Um botão a desabrochar no Outono?

Sim, poderá, mas será sempre mais complicado desabrochar e será sempre a mais frágil.

Quanto às pontes:

PS/BE – Não muito provável, mas possível.

PS/CDU – Falta de disponibilidade para acordos, menos provável do que a aliança com o BE   

Penso eu de que…

 Não sou jardineira nem politóloga, mas adoro ROSAS, cheias de ânimo.

 MC

Infelizmente , tenho-o por mais capaz de fazer a ponte com o PP...

Mas é bonito o teu post. E o teu Vale das Árvores deve ser um espanto.

Abraço,

Diana Andringa

Um abraço, Colaço.

Concordo contigo quanto ao que escreves no sentido de esta Nova Maioria aprofundar os princípios de igualdade de oportunidades/mais concursos públicos para o preenchimento dos lugares na Administração Pública, tornar o aparelho de Estado cada vez mais imune aos humores do poder político, de tentar conciliar firmeza com a transparência dos fundamentos das decisões, etc, etc.  

Dificuldades de sobra, com certeza, mas com debate, discussão, as chaves das soluções estarão ao dispor de muitos mais.

 

Carlos Sousa

Dia 26 de Setembro fui à Biblioteca de Torres Novas ao lançamento do livro (O Nevoeiro dos Dias — 65 poemas) do meu grande amigo Eduardo de Jesus Bento. Gostaria de dedicar a todos os amigos deste blog a dedicatória que teve a amabilidade de escrever: Mário, digo apenas: as ocasiões, todas, são para os amigos. Obrigado, Eduardo. Só espero que todos tenhamos e voz e os gestos para celebrar a amizade!
Hoje, 27 de Setembro, fui votar. Olhei para o boletim, virei os olhos para o outro lado, fechei-os e fiz uma cruz. A saliva foi insuficiente para debelar o embaraço e a secura da garganta. Chegado a casa, continuei e acabei de ler os 65 poemas (comemorou desta forma original os seu sexagésimo quinto aniversário…) e transcrevo o poema Nós, que é o que melhor traduz o meu estado de espírito:

Lentos são os pássaros neste tempo apressado.
Buscam o leito seco dos rios.
É a aridez que conduz os pássaros
E os homens retardatários buscam
ainda algum abrigo,
em vão!
Não há porto, nem barco, nem água…
A secura apoderou-se das planícies.
Os sonhos mortos às portas da alegria
fenecem com fúnebres corolas
que acompanham os mortos.
Somos nós os mortos
E trazemos na alma o esquecimento
do sereno crepúsculo, do som da fonte, do regresso dos rebanhos.

 Eduardo de Jesus Bento

 

Um abraço de amizade para todos os que se sentem unidos pelo blog

  Mário Pissarra

E, já agora, meu caro Colaço, que esta “nova maioria” não olhe apenas para um lado, que olhe também para a direita (não, não me refiro a outras direitas que não precisam que olhem por elas), que olhe para o interior profundo, esquecido, desertificado, que nem sempre sabe reivindicar. Quanto ao resto, estou como dizia alguém, não os invejo, diria até que a sorte nem sempre é dos vencedores.
Um abraço
Silvério Mateus

Custa-me a acreditar na concretização dessa hipótese, já na aliança com o CDS não digo que não.

Um amigo meu tem uma opinião muito interessante sobre estas eleições, ele diz que o PSD não quis ganhá-las. E eu começo a pensar que ele tem razão...

Pedro Reis


publicado por animo às 13:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
CINCO MINUTOS DE ÂNIMO COM....
Na continuação das comemorações dos 30 anos da ânimo, não perca, dentro de dias, como pode ver e ouvir quem vamos convidar para nos dar ânimo, durante CINCO MINUTOS.

Aqui na ânimo.TV, bem perto de si.

Você poderá ser o próximo convidado.

 Saiba, em breve, como pode convidar-nos a ouvir o que tem para nos dizer, em CINCO MINUTOS.

antónio colaço


publicado por animo às 10:29
link do post | comentar | favorito
|

PROJECTO DDV.DÁ DEUS VOZES...
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=SMmfyUnlZOU]

O projecto DDV - Dá Deus Vozes, leva-nos, hoje, a um Parque de Estacionamento.

Tal como as artes plásticas não se esgotam nas galerias - o animador de serviço já expôs nas abandonadas casas da Serra do Bando, Mação,nos corredores da TSF, Amoreiras, aquando das emissões do Postigo, de Ferando Alves, uma vernissage com obras de arte, vinho do Porto, catálogos mas... sem visitantes, apenas registada em vídeo ainda não editado - também o canto não se esgota nos salões, basílicas ou grandes auditórios do CCB.

O projecto DDV levou-nos aos corredores de S.Bento. Hoje, a um qualquer parqueamento.Mais do que a qualidade, perceba-se a intencionalidade.

Melhores dias virão. Com mais qualidade, sem receios, sem rodeios, aceitando mesmo os galanteios de umas boas salvas de palmas que caracterizam estes meios.

Vá, lá. Comecem também a cantar. Antes e depois de estacionar.

antónio colaço

NR - Já se percebeu que a ânimo entrou, finalmente, no reino do You Tube, mas...sem rede! Sem cuidados de edição, que ainda não possuímos, mas que sabemos. Vícios antigos dos tempos em que corríamos à frente dos fiscais dos Radioelétricos para pôr no ar emissões de rádio e também de televisão. Como se diz na tropa, "respeitinho que a velhice é um posto"!!!!Posto isto, desculpem-nos estas imagens, por enquanto,  "não editadas"! Nunca, deitadas, à sombra da bananeira, à espera de um sucesso que cá por estas bandas nunca nos veio ter de mão beijada! O nosso sucesso é o privilégio deste estar aqui com todo o apreço por si ( isto hoje é só rima!!!).


publicado por animo às 10:23
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
VÉSPERAS
230920091668

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sei cada vez mais de TI, sinto-Te cada vez mais, a qualquer momento, em qualquer lugar, nos instantes mais belos como naqueles em que pareço perdido, desligado, em suma, de Ti, oh! Altíssimo e Bom Senhor.

Obrigado pela Revelação deste fabuloso fim de tarde. Sim, estás sempre a Revelar-Te, eu sei, eu é que não consigo acompanhar-Te.

antónio colaço

ADEUS, MARIA JOÃO RIJO

 

colaçotva2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tropecei na notícia quase sem querer. Morreu a Maria João Rijo, de Abrantes.

(Mas...quem quer esta notícia, apresente-se ela de mil e uma maneiras?! Dois segundos depois, acreditando que as coisas continuam, refeito, de mãos dadas com a Esperança de uma Vida outra, continuo.)

A foto que publico refere-se a um tempo tão histórico quanto glorioso do quotidiano abrantino dos inícios da década de 80: as emissões piratas da TVA-Televisão de Abrantes!!!!( Sim, hoje, com a evolução tecnológica das TVNETs tudo isso parece fácil! Valeu, no entanto, uma ida nossa ao DIAP e respectivo processo, adiante.)

A Maria João Rijo, minha colaboradora nos incipientes serviços culturais da Câmara Municipal de Abrantes - obrigado, Maria João, por todo o apoio!- foi, ao tempo, convocada para emprestar a imagem de eficiente "locutora de continuidade" o que fez com brilhante profissionalismo!!! A emissão passava-se no velhinho Convento de S.Domingos, sobre o qual se preparam para fazer precipitar, em breve, um Pedregulho ( Maria João, de certeza que abriríamos as notícias com essa outra nefasta notícia para o património edificado de Abrantes!!!Agora que estás com o nosso querido Eduardo Campos, iluminem lá aquelas deslumbradas mentes dos nossos autarcas!!!) e contava com a inquestionável solidariedade do Engº Bioucas!

Maria João, pela tua solidariedade, também, naquela arriscada noite de todas as piratarias, um MUITO OBRIGADO, outra vez!

Para a família da João um abraço solidário!

antónio colaço


publicado por animo às 10:57
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009
TODOS AO 12ºFESTIVAL INTERNACIONAL DE ÓRGÃO.
Não. O órgão da  Matriz de Mação não integra o Programa do 12º Festival Internacional de Órgão deste ano.

Consulte o Programa e não perca nenhuma das sessões. Infelizmente as muitas tarefas impediram, ao contrário do que é costume, participar na Abertura. Pelo menos, contamos aparecer pelos Jerónimos.

Por isso, demos um pulo até ao órgão da Matriz de Mação(Sec XVII), com uma breve visita prévia que partilhamos convosco. Não, o problema não é  de algumas palhetas desafinadas  e sim do executante, um aprendiz de sons a quem aquela fabulosa peça agradece, pelo menos, algumas improvisadas festinhas. Nada mais do que isso. O órgão agradece, como se pode ler aqui!

O "organista é um bom organista ..." e na linha de alguns comentários anteriores, tentou, em 1980, a aprendizagem no Conservatório Regional de Tomar que, de uma vez por todas, desse consistência a um irreprimivível autodidatismo.Um acidente de automóvel interromperia tão saudável aspiração! Estavam por lá, entre outros, o prof Antoine Sibertin Blanc,hoje, organista titular da Sé Patriarcal de Lisboa, então nosso professor de Canto Coral ( foi lá que fomos companheiros de carteira dessa grande estrela Carlos Moisés, dos Quinta do Bill!Ah! Carlos, saudades da Dª Tamagnini e suas exigências!!!)

antónio colaço

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=F0YfDVzxCL8]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ExTnIuITfs4]


publicado por animo às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

NOVO ARQUIVO INAUGURADO. VELHA QUESTÃO DE AUTORIA NÃO ARQUIVADA
130920091539

 

 

 

 

 

 

 

190920091621

 

 

 

 

 

 

 

 

 

190920091601

 

 

 

 

 

 

 

 

 

190920091598

 

 

 

 

 

 

 

E pronto, está inaugurado o novo Arquivo Municipal. O presidente da Câmara Municipal de Abrantes, na sua intervenção, deu conhecimento aos presentes e agradeceu a colaboração do arq.º João Colaço, como autor do projecto, numa referência que é de aplaudir. A sua influência ainda não se fez sentir foi que na tradicional placa inaugurativa, pelo menos o nome do autor lá ficasse consignado.

É uma transformação de mentalidades, eu sei, mas que terá de encontrar aliados a começar pela comunicação social. Um arquitecto da Câmara não deixa de ser um autor e como tal com os seus direitos de autor consagrados. Esta imagem aqui fica à espera da placa inaugurativa do polémico MIA. Aí, depois, continuaremos a conversa.

190920091623

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é uma questão de defesa das crias, como dizia a um amigo há dias, mas esta coisa dos nomes - sendo que eu próprio, graças à querida Zita Seabra, passei as passas do Algarve...adiante - remexe-me as entranhas! Por isso, meu caro arqtº João Colaço*, hoje, aqui e agora é como se o seu nome estivesse para sempre gravado naquela placa. Melhor, a sua imagem, a sua pessoa, sentado sob a sua belíssima pala, como que acolhendo e preservando, defendendo, todo o fabuloso espólio da nossa terra.

Muito obrigado e parabéns pela sua primeira obra.

antónio colaço

*Não porque seja meu filho mas para que os filhos dos outros, um destes dias, vejam os seus direitos de autor plenamente consagrados.


publicado por animo às 09:13
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES.ESCOLHA PESSOAS DO NOSSO CONCELHO. AS OUTRAS TÊM SIDA, SARNA, LEPRA E ...GRIPE A!!!
190920091634

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem cala consente, diz o povo. Na ânimo, em regra, não calamos. E muito menos quando tropeçamos, assim de chofre, num "cartaz" destes.

Lamentável.

Fosse do PS, PSD ou CDS. Mas não, é dos Independentes pelo concelho de Abrantes!

Sei do que falo e do que vivi quando arribei a Abrantes em meados da década de 70.

É tudo uma questão de ... territórios. Como quem diz, chega para lá que aqui só eu é que sou bom, só eu é que mando, só eu é que sei, porque sou daqui!

Viu-se!

Felizmente que alguns desses "chauvinistas" abriram os olhos a tempo e apanharam o comboio das novas causas que fizeram com que o nome de Abrantes conhecesse primeiras páginas por bons motivos. É preciso relembrar tudo, outra vez?!

E se retirassem o cartaz quanto antes?!

Antes que o eleitorado penalize nas urnas essa vossa, como dizer, mentalidade inábil*, deitando por terra as vossas, como dizer, potencialidades para  "realizar tarefas de forma satisfatória".Não por serem independentes e sim, competentes, como todos os outros, sejam ou não de Abrantes.

antónio colaço

*Competentia - Substantivo feminino, habilidade para realizar alguma tarefa de forma satisfatória (Wikipedia).


publicado por animo às 09:11
link do post | comentar | favorito
|

WEBANGELHOS DE ANSELMO E BENTO
anselmoborges_deus2

 

 

 

 

 

OUVIR O SILÊNCIO

Pe. Anselmo Borges

No meio da vertigem das tempestades de palavras em que vivemos, que nos atordoam e paralisam, talvez se torne urgente parar. Para ouvir.

Ouvir o quê? Ouvir o silêncio. E só depois de ouvir o silêncio será possível falar, falar com sentido e palavras novas, seminais, iluminadas e iluminantes, criadoras. De verdade. Onde se acendem as palavras novas, seminais, iluminadas e iluminantes, criadoras, e a Poesia, senão no silêncio, talvez melhor, na Palavra originária que fala no silêncio?

Ouvir o quê? Ouvir a voz da consciência, que sussurra ou grita no silêncio. Quem a ouve?

Ouvir o quê? Ouvir música, a grande música, aquela que diz o indizível e nos transporta lá, lá ao donde somos e para onde verdadeiramente queremos ir: a nossa morada.

Ouvir o quê? Ouvir os gemidos dos pobres, os gritos dos explorados, dos abandonados, dos que não podem falar, das vítimas das injustiças.

Ouvir o quê? Talvez Deus - um dia ouvi Jacques Lacan dizer que os teólogos não acreditam em Deus, porque falam demasiado dele -, o Deus que, no meio do barulho, só está presente pela ausência.

Ouvir o quê? Ouvir a sabedoria. Sócrates, o mártir da Filosofia, que só sabia que não sabia, consagrou a vida a confrontar a retórica sofística com a arrogância da ignorância e a urgência da busca da verdade. Falava, depois de ouvir o seu daímon, a voz do deus e da consciência.

Ninguém sabe se Deus existe ou não. Como escreve o filósofo André Comte-Sponville, tanto aquele que diz: "Eu sei que Deus não existe" como aquele que diz: "Eu sei que Deus existe" é "um imbecil que toma a fé por um saber". Deus não é "objecto" de saber, mas de fé. E há razões para acreditar e razões para não acreditar.

Comte-Sponville não crê, apresentando argumentos, mas compreendendo também os argumentos de quem crê. Numa obra sua recente, L'Esprit de l'athéisme, mostra razões para não crer, mas sublinhando a urgência de pensar, se se não quiser cair no perigo iminente de fanatismos e do niilismo, e, consequentemente, na barbárie, "uma espiritualidade sem Deus".

Constituinte dessa espiritualidade, no quadro de um "ateísmo místico", é precisamente o silêncio. "Silêncio do mar. Silêncio do vento. Silêncio do sábio, mesmo quando fala. Basta calar-se, ou, melhor, fazer silêncio em si (calar-se é fácil, fazer silêncio é outra coisa), para que só haja a verdade, que todo o discurso supõe, verdade que os contém a todos e que nenhum contém. Verdade do silêncio: silêncio da verdade."

Encontrei Raul Solnado apenas uma vez. Num casamento. Surpreendeu-me a imagem que me ficou: a de um homem reflexivo. Não professava nenhuma religião. Por isso, não teve funeral religioso. Mas deixou um pequeno escrito, com uma experiência, no silêncio, na Expo, em Lisboa, em 2007.

"Numa das vezes que fui à Expo, em Lisboa, descobri, estranhamente, uma pequena sala completamente despojada, apenas com meia dúzia de bancos corridos. Nada mais tinha. Não existia ali qualquer sinal religioso e por essa razão pensei que aquele espaço se tratava de um templo grandioso. Quase como um espanto, senti uma sensação que nunca sentira antes e, de repente, uma vontade de rezar não sei a quem ou a quê. Sentei-me num daqueles bancos, fechei os olhos, apertei as mãos, entrelacei os dedos e comecei a sentir uma emoção rara, um silêncio absoluto. Tudo o que pensava só poderia ser trazido por um Deus que ali deveria viver e que me envolvia no meu corpo amolecido. O meu pensamento aquietou-se naquele pasmo deslumbrante, naquela serenidade, naquela paz. Quando os meus olhos se abriram, aquele Deus tinha desaparecido em qualquer canto que só Ele conhece, um canto que nunca ninguém conheceu e quando saí daquela porta, corri para a beira do rio para dar um grito de gratidão à minha alma, e sorri para o Universo. Aquela vírgula de tempo foi o mais belo minuto de silêncio que iluminou a minha vida e fez com que eu me reencontrasse. Resta-me a esperança de que, num tempo que seja breve, me volte a acontecer. Que esse meu Deus assim queira."

In Diário de Notícias ( 19.Set.09)

_________________________________________

NR - A ânimo, lugar de santidade, com palavras santas, abençoadas, iluminadas graças a Sto Anselmo, a S. Bento Domingues. Por que não? Todos santos como eles! Parece-me uma aspiração mais que justa. Não estou a ver Deus a discriminar-nos e, sim, a santificar-nos. A todos por igual. Uns chegam primeiro a esse estádio, já aqui nesta nossa terra, porque apreenderam o livro das divinas instruções primeiro. Demos graças por tê-los entre nós, abrindo-nos o Caminho ...capítulo a capítulo, página a página.

Como dirá Frei Bento, a seguir:

Ganha quem perde no que faz pela alegria dos outros.

Aqui, na ânimo temos todos os motivos para estar tão alegres!

Obrigado, Anselmo e Bento, santos de Eleição, outra vez.

antónio colaço 

_______________________________________

freibento2

 

 

 

 

 

Frei Bento Domingues

O poder de servir e o poder de dominar


Será sempre despropositado tentar extrair dos Evangelhos programas para a construção da vida social, cultural e política

 

1.Os católicos portugueses celebram, hoje, a Eucaristia em contexto de campanha eleitoral. Espero que ninguém ceda à tentação de a utilizar para apoiar ou atacar, directa ou indirectamente, qualquer dos partidos, seja qual for o motivo. Não porque as expressões religiosas do culto cristão sejam indiferentes ao que se passa na sociedade. A Igreja mantém, no Baptismo, o chamado rito do Ephphatha, inspirado no Evangelho de S. Marcos (7, 31-37). Conta-se que, certo dia, apresentaram a Jesus um surdo tartamudo. Ele curou-o, abrindo-lhe os ouvidos e desprendendo-lhe a língua. Não consta, no entanto, que Jesus tenha fundado qualquer instituição para tratamento dos ouvidos ou da fala. Não veio substituir os caminhos das ciências, das artes ou das políticas, tarefa da investigação e da criatividade humanas. Será sempre despropositado tentar extrair dos Evangelhos programas para a construção da vida social, cultural e política.

Nesse gesto simbólico, exprime-se, no entanto, algo de essencial: não se pode ser cristão e manter-se surdo e mudo perante o que acontece no coração da nossa actualidade. Não porque os cristãos disponham de receitas, prontas a servir, para salvar a natureza ou para alterar o curso da história humana. Como dizia Tomás de Aquino, "a graça não substitui a natureza". A Liturgia, enquanto acontecimento simbólico, é polivalente e ambígua nas suas múltiplas significações, segundo os diferentes participantes. Como respiração da vida, ninguém deve tentar controlar o modo como a celebração é interpretada por aqueles que nela participam de forma activa. Servir-se da Missa para inculcar uma ideologia não é só um abuso intolerável. É impedir que ela seja o grande apelo à conversão de todos pelos caminhos só de Deus conhecidos.

2. A narrativa deste domingo, tirada também do Evangelho de S. Marcos (9, 33-37), é especialmente cruel para os dirigentes da Igreja e isto não diz respeito, apenas, à Igreja dos começos. Como realça a Bíblia de Jerusalém, desde o capítulo quarto até ao capítulo dez, não há meio de os discípulos compreenderem o desígnio e as intervenções de Jesus. É, pelo menos, o que o narrador repete oito vezes, observando que o desentendimento chegara a tal ponto que os discípulos já tinham medo de o interrogar. Como se lê na Missa de hoje, foi, então, o próprio Jesus, quando chegaram a Cafarnaum e já estavam em casa, que teve a iniciativa de lhes perguntar: "Que discutíeis vós pelo caminho?" Não teve resposta, pois andavam a discutir acerca de qual deles era o mais importante. Aproveitou, então, para uma reunião muito frontal e rematou: "Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último, isto é, aquele que se coloca ao serviço de todos."

Pelo que vem a seguir, a reunião não deu grande resultado. As discussões continuaram e a questão de fundo era esta: que temos nós a ganhar com este aventureiro, pronto a cair na boca do lobo ao ir para Jerusalém?

É verdade que Pedro já tinha tentado chamá-lo à razão, mas foi repreendido e envergonhado perante os outros: "Arreda-te de mim, Satanás, porque não pensas as coisas de Deus, mas dos homens." Jesus aproveitou para radicalizar a sua posição. "Chamando a si a multidão, juntamente com os discípulos, disse-lhes: 'Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Na verdade, quem quiser salvar a sua vida, há-de perdê-la; mas, quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, há-de salvá-la. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua vida? Ou que pode o homem dar em troca da sua vida?'"

Esta conversa não agradou. Quando se viram confrontados com a posição de Jesus acerca da incompatibilidade do apego à riqueza com a entrada no Reino de Deus, sentiram a urgência de colocar tudo em pratos limpos. Tiago e João, filhos de Zebedeu, que tinham abandonado a empresa do pai para seguir Jesus, foram ter com Ele e disseram-lhe: "Mestre, concede-nos que, na tua glória, nos sentemos um à tua direita e outro à tua esquerda." Os outros, julgando-se preteridos, começaram a indignar-se. Para Jesus, esse carreirismo não pode ter lugar na sua Igreja: "Aqueles que vemos governar as nações dominam-nas e os seus grandes tiranizam-nas. Entre vós não deverá ser assim: ao contrário, aquele que, entre vós, quiser ser grande seja o vosso servidor e aquele que quiser ser o primeiro, entre vós, seja o servo de todos. Pois o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos" (cf. Mc 10).

3. É consensual que Jesus não encarregou a Igreja de fazer um partido político: "Dai a Deus o que é de Deus e a César o que é de César." As comunidades cristãs, na sua diversidade e no seu interno pluralismo político, para terem algo de original a dizer, terão de não reproduzir, no seu interior, o que criticam na política de dominação. A vida não acaba onde começa o Reino de Deus, como pensava Nietzsche. Pelo contrário, é intensificada ao transformar-se. Ganha quem perde no que faz pela alegria dos outros.

In, Público 20.Setembro 2009


publicado por animo às 09:10
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
S.BENTO.UMA VOZ À ESPERA DAS VOZES DE ELEIÇÃO
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=WGEJh4MhJbs]

 

A meio da campanha, longe do frenesi eleitoral, na antiga Capela de S.Bento, uma voz, enquanto não chegam as vozes de eleição.

antónio colaço


publicado por animo às 10:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

ÂNIMOS EXALTADOS
animosimbolo2ab

 

 

 

O treinador dos encarnados ( Jorge Jesus) quer acalmar os ânimos dos adeptos.

In, Público


publicado por animo às 09:52
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009
NOVO ARQUIVO DE ABRANTES SEM MEMÓRIA DE PATERNIDADE
130920091544

 

 

 

 

 

 

 

130920091539

 

 

 

 

 

 

 

 

Estas são imagens colhidas no passado Domingo, em Abrantes, e mostram o Novo Arquivo Municipal "Eduardo Campos", que será inaugurado no próximo Sábado,19 de Setembro, pelas 10.30.

O projecto da obra é da autoria do Arquitecto João Colaço*.

Nova imagem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este é o Convite endereçado pela Câmara Municipal de Abrantes e no qual é omitido o nome do autor da obra.

Sendo que um Arquivo serve, entre outras coisas, para guardar, como memórias vivas, quem foi quem e o que fez, no Concelho, será que a Câmara Municipal, o seu Presidente, já não tem memória de quem foi o autor?

Ficamos a aguardar pelo Convite para a inauguração do polémico MIA, o chamado Pedregulho de Abrantes, vulgo Museu Ibérico.

O quê, não sabem quem é o autor?! Pronto, somos humildes, batem-nos mas damos a outra face, Carrilho, Carrilho da Graça!

Ironias à parte, não fica bem a uma câmara, ainda por cima socialista, para quem a valorização das pessoas está acima de tudo, passar ao lado de quem suou estopinhas para dar corpo a uma ideia que, ao princípio, parecia não querer ultrapassar a feitura de um moderno armazém de velharias documentais e nada mais. Sei do que falo.

É tempo de as câmaras municipais começarem a dar nome aos autores das suas obras, sejam eles os humildes arquitectos dos seus gabinetes ou os badalados arquitectos pagos a peso de ouro mas de quem, a reboque da sua mediática áurea , os senhores autarcas  lá vão embarcando alguns dos seus desmedidos deslumbramentos.

antónio colaço

*Declaração de interesses - O Arquitecto João Colaço é meu filho e com o qual tenho grandes discussões sobre alguns dos caminhos e opções da moderna arquitectura. Era o que faltava não defender as minhas crias quando passo o tempo a defender as crias de todos os meus queridos amigos.Parabéns, grande João, e desculpa nem sempre ter-te dado toda a atenção para os mil e um esquiços com que perpetuaste a memória do "tio Eduardo Campos"!!!Parabéns, Eduardo Campos - tu que já estás nessa Eternidade inarquivável - apesar das polémicas, das distâncias do Arquivo em relação ao centro da cidade, ele ali está para nos encurtar distâncias com as memórias dos nossos antepassados. Como tu tão bem soubeste comprovar!


publicado por animo às 16:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

APELO.QUEREMOS A ânimo MAIS LEVE?!QUEM AJUDA?
wordpressfundo

 

 

 

 

Não obstante o empenho, a sempre disponível e total solidariedade do nosso querido Mário Retorta, perdão, Mário Filipe Pires,a verdade é que não conseguimos fazer com que o template da Wordpress coloque a ânimo a abrir apenas com os posts do dia!

Parece residir aqui alguma da lentidão no "entrar" na ânimo . Também a ordem de colocação dos posts está alterada uma vez que no final dos posts do dia somos recambiados para o ...princípio da ânimo, ou seja, o eterno "Obrigado Rui"!!! ( Não seja pelo Rui que, de tão atarefado na campanha, tem entre mãos tarefas mais .... animadas do seu MEP!).

ASSIM, SERÁ QUE ALGUMA ALMA ANIMADA E ENTENDIDA NESTAS COISAS CONSEGUIRÁ RESOLVER-NOS O PROBLEMA, DANDO CONTA DESSA DISPONIBILIDADE PARA O NOSSO MAIL?!EMPRESTAMOS A CHAVES E TUDO DESTA NOSSA âSSOALHADA!!!

antónio colaço


publicado por animo às 15:45
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009
MAÇÃO.NÃO BEBEREMOS DESTE CHAFURDÃO!
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=61-Z4gwiHak]

 

São imagens que deveriam fazer corar de vergonha qualquer autarca que se preze e, sobretudo, fazer as autoridades que superintendem à saúde pública de Mação meterem-se ao caminho, URGENTEMENTE, para apurar o que se passa.

Foram captadas esta manhã, 9.36, na Rua Mons. Alvares de Moura.

Continuadamente, temos alertado para este problema através de imagens fixas, mas, hoje, perante o deplorável espectáculo e face à gravidade da situação e perante o continuado silêncio da Câmara Municipal de Mação, resolvemos lançar mão de uma arma mais convincente!

Aí estão, para que todo o mundo saiba e veja de que é feita a água, perdão, o CHAFURDÃO com que é abastecido o Centro Histórico de Mação!

Sim, é uma denúncia pública e tem assinatura!

BASTA! Será que em 35 anos de poder autárquico laranja não foi possível perceber como fazer chegar a nossas casas a água límpida das nossas tantas serras?!

Que dizem os senhores candidatos de todos os partidos concorrentes acerca deste CHAFURDÃO?!

Vão continuar serenamente calados?!

antónio colaço

NOTA DA REDACÇÃO

A ânimo está a ser objecto de intervenção no sentido de uma mais eficaz leitura dos seus textos. Enquanto tal não é possível, para ler posts anteriores, mesmo de hoje, clique no calendário ao lado. Ate já.ac


publicado por animo às 16:18
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

ANDRÉS TORRES QUEIRUGA EM...

PE ANSELMO BORGES SOMA E ...

SEARAS ESCOLA DE VIDA

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

SIM AO CREDO DOS VALORES

SUBSTITUIMOS O CREDO DOS ...

HOJE, TODOS À GULBENKIAN ...

QUARENTA E TRÊS . FAZER O...

PE ANSELMO AO ATAQUE NA D...

PE ANSELMO BORGES AO ATAQ...

MÁSCARAS, INFERNO E OS BU...

arquivos

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds