Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012
MATINAS

O que me espera, hoje, do outro lado da margem, Sol, diz-me?
Tudo e nada, apenas Tu, Todo.
Sim, basta-me, vou montijar-me todo.
Obrigado.

 

antóniocolaço



publicado por animo às 09:04
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 30 de Agosto de 2012
VESPERAS

 

É um pôr-do-sol de ontem, na varanda da casa do Bisavô Luís, em Mação, e que transponho para aqui, como se fosse de hoje, de regresso que estou à grande cidade.

A vida é, de facto, este imenso puzzle em que ainda podemos mexer algumas peças de um lado para o outro.

Obrigado.

antónio colaço



publicado por animo às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

ADEUS, VALE . BORA ATÉ LISBOAS

Adeus, Vale.

 

Bora até Lisboa..

 

 

O cerco.

- Que fazes entre nós, velho moinho, destoando-nos os dias?

- Mas....eu já cá estava andas de aparecerem e agora as minhas velas já não f<em moer as minhas mós porque a vossa desmesurada ambição cortou a rota dos ventos....

- Estávamos a brincar contigo, adoramos a tua presença, mesmo que sem a tua farinha o pão que comemos tem, apesar de tudo, outro sabor. Reconhecemos o teu secular labor.

Alto do Restelo

RÁ(D)IOS AS PARTAM ... ÀS AUDIÊNCIAS!

 

No IPO (rotina) a contar aviões como se de gaivotas se tratassem...



publicado por animo às 22:44
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012
MEMÓRIAS DA MEMÓRIA

 

Vinha do Amorim Lopes, Ventosa, Mação.Um destes dias.


Isto não se faz, Amorim!
Era lá na tua formosa vinha que eu gostava de ter amanhecido contigo a acariciares as tuas ainda orvalhadas uvas.
E que sensuais que elas se apresentam a quem por ali passa convidando-nos para que as saboreemos nas tuas tantas e solidárias taças.

Sinto-me cada vez mais desenraizado e sem Pátria, meu caro Amorim.
Não é tanto porque em Abrantes, Mação, e, em breve, também Lisboa, ninguém mais se lembre de mim.
É não ter ainda percebido que só nos tornamos memória se, de todo, deixarmos de continuar a fazer história.
Aquela do "quem não aparece, esquece", "tás a ver"?!
Vale das Árvores.Uma das minhas mais generosas videiras moscatel.

Dizias-me, há dias, que já não "ligas ao Mação!".
Como outros amigos que "já não ligas a Abrantes" e por aí adiante.

Deixa lá, um destes dias afogo as mágoas de sexagenário principiante no revigorante sumo das tuas uvas e ver-me-ás, de novo, a arregaçar as mangas, a deixar de lado as aparentes luvas com que pareço evitar meter o "agulhão" no quotidiano (obrigado, Vitor Alexandre ) .
Obrigado.
antónio colaço

 



publicado por animo às 17:18
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 28 de Agosto de 2012
ÂNIMO, SERVIÇO PÚBLICO

 

Após mais um cansativo dia de férias, sem tempo para grandes edições, a ânimo, cada vez mais preocupada em cumprir o serviço público de rede social - jamais negociável por um qualquer António Relvas Borges - aqui está para ajudar o inconsolado dono deste....papagaio!
Vá lá, pessoal  das bandas de Alferrarede e Abrantes.
Está nas vossas mãos!!!



publicado por animo às 22:24
link do post | comentar | favorito
|

MATINAS

Ao centro, a velha Torre do Relógio de Mação situado na Praça.

Um dos três relógios audíveis e descompassados que em Mação parecem disputar a "Hora Legal" do velho relógio do Cais Sodré!



publicado por animo às 22:22
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Agosto de 2012
VÉSPERAS

E cai a noite sobre o Vale.



publicado por animo às 23:06
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES QUE SEJA TARDE

Mais do que a celebração da "comunidade abrantina", estas imagens parecem chorar sobre as chamas que quase destruiram o coração da história abrantina lá mais em cima no Castelo.

Quando as recolhemos ainda não o sabíamos!

 

 

 


Nas encostas da incendiada Abrantes, extasiado com o espreguiçar de um rio como há muito não vejo.

Vem, Tejo, possam as tuas "frescas e abundantes águas" limpar da cidade as tantas mágoas que rolam como revoltadas lágrimas por esta encosta abaixo.
Como foi possível?

antónio colaço

 

em edição

 

 

 



publicado por animo às 23:06
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 26 de Agosto de 2012
MATINAS . E A LUA AQUI TÃO PERTO

O potente telescópio no "Observatório" do Cadouce.

 

Nas proximidades do Mar da Tranquilidade, não muito longe da pegada de Neil Armstrong!!!

O "Comandante" Aleixo, na linha das palavras de Armstrong " quando é que alguma vez imaginaste poder "passear" pela Lua a partir de Mação.É, de facto, um grande passo!!!"

 

Jorge Aleixo ao comando da nave "MAÇANICA.12" fazendo-nos passear pelo Mar da Tranquilçidade, crateras de Ptolomeu, Alfhonso, etc...


A ver a Lua no Telescópio Catadiópico do meu amigo e eminente astrónomo maçanico Jorge Aleixo no Observatório do Cadouço, nos arredores de Mação.
A nossa homenagem a Neil Armstrong que hoje nos deixou.
Fascinante!

antónio colaço



publicado por animo às 13:33
link do post | comentar | favorito
|

UMA PLACA PRA MIM, UMA PLACA PRA TI, OLÉ,OLÁ....

E o doutoramento sorrrrrri!

(Foto DR)

antónio colaço



publicado por animo às 11:10
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 25 de Agosto de 2012
WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

Pe Anselmo Borges

In DN hoje

 A RELIGIÃO DO GATO

Era uma vez um guru que todas as noites fazia meditação com os seus discípulos. Um dia, um gato entrou na sala e, correndo por todo o lado, perturbou a meditação. O guru ordenou então que se prendesse o gato fora, durante a hora da meditação. Deste modo, todos puderam meditar sem serem importunados. O tempo passou. O guru morreu e foi substituído por outro guru, que tudo fez para que se respeitasse estritamente a tradição, dizendo, entre outras coisas, que era necessário prender um gato fora, durante a hora da meditação. Quando também o gato morreu, procurou-se outro, para prendê-lo fora, durante a hora da meditação. Uma vez que as pessoas não compreendiam o sentido desta medida, apelou-se a teólogos, que escreveram dois grossos volumes cheios de notas sobre a necessidade sagrada de se ter um gato preso fora, durante a meditação da noite. O tempo passou, a meditação caiu fora de uso, já ninguém se interessava por ela. Mas, para respeitar o rito, continuou-se a prender um gato."

Aí está uma bela estória, contada pelo teólogo indiano Francis X. D'Sa, que diz bem como tantos costumes e leis, mas sobretudo a religião, se podem tornar vazios de sentido, sem qualquer conteúdo.

De tal modo Jesus atacou a religião meramente formal, ritualista, que poderia bem ser o autor desta estória. Verberou de modo cru a hipocrisia: "Ai de vós, hipócritas, que devorais as casas das viúvas, com o pretexto de prolongadas orações! Ai de vós, hipócritas, porque pagais o dízimo da hortelã, do funcho e do cominho e desprezais o mais importante da Lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade! Ai de vós, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, quando por dentro estão cheios de rapina e iniquidade! Ai de vós, hipócritas, porque sois semelhantes a sepulcros caiados: formosos por fora, mas, por dentro, cheios de ossos de mortos e de toda a espécie de imundície!" E não foi ele que pronunciou a afirmação mais revolucionária na história das religiões: "o Homem não foi feito para o Sábado, mas o Sábado para o Homem", significando deste modo que o critério último de validade de todas as leis, mesmo das leis de Deus, é o serviço ao Homem, a todos os seres humanos, na sua dignidade?

Há 50 anos, precisamente em Julho de 1962, quando um calor sufocante fazia transpirar os cardeais nas comissões de trabalho conciliares - estava-se na preparação do Concílio Vaticano II -, o Papa João XXIII começou a distanciar-se de alguns esboços preliminares. Conta Juan Masiá, citando o biógrafo dos Papas, P. Hebblethwaite: Um dia o bom Papa João "mediu uma página com a sua régua e disse: 'Quinze centímetros de condenações e apenas dois centímetros de louvor. Porventura é este o modo de dialogar com o mundo contemporâneo?

"Coube ao cardeal Montini (depois, Papa Paulo VI) a tarefa de fazer compreender este ponto, na reunião final da Comissão Central. Os anátemas e as condenações, disse Montini, não são a resposta para os erros contemporâneos. No mundo moderno, os remédios contra os erros são a misericórdia, a caridade e o testemunho de vida cristã.

 

COMENTÁRIO

Os gatos sempre foram o meu bicho de estimação, desde que me conheço.

É verdade que a Micas, a actual gata, tem momentos de pequenas e traiçoeiras arranhadelas mas, em regra, sempre me transmitiram serenidade.

A meditação que concebo e a que tanto desejo chegar - para além de pequenos vislumbres - nunca poderá ser perturbada por nenhum gato, leia-se ruído deste mundo.

De facto, ela remete-nos para o Verdadeiro mundo do Ser onde ruído ou distracção mais não são do que formas com as quais já nada temos a ver tão profundamente estamos em meditação.

Apetecia-me, sim, invadir os pequenos Vaticanos de todas as mais anti evangélicas decisões com milhares de gatos dispostos a alguns "caridosos" arranhões que obrigassem a esquecida hierarquia a tomar as verdadeiras, "misericordiosas, caridosas e testemunhantes" decisões.

VATICANO III JÁ, PARA OUVIR A NOSSA VOZ.A IGREJA SOMOS NÓS!

antónio colaço



publicado por animo às 18:23
link do post | comentar | favorito
|

JACARANDÁS EM AGOSTO

 


Não se trata de nenhum qualquer vaso de viçosa salsa ou de aromatizados coentros.
São, simplesmente, os meus jacarandás bébés que trouxe de Lisboa face ao anunciado encerramento da....Maternidade Alfredo da Costa.
Cresçam em paz, meus filhos.



publicado por animo às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

VÉSPERAS (DE ONTEM COMO SE FOSSE HOJE)

Ontem, a sair do Vale das Árvores.
Um diálogo entre a lua e o pedacinho de sol anichado no alcatruz do pequeno candeeiro que nos dá as boas vindas, ou as boas despedidas.
Ou, antes, um diálogo de luas?!

 

 

É Natal!É Natal!...

 



publicado por animo às 18:08
link do post | comentar | favorito
|

UM FAROL PARA ILUMINAR O MAR DAS VERGONHOSAS PORTAGENS



publicado por animo às 01:58
link do post | comentar | favorito
|

DE ONTEM, COMO SE FOSSE HOJE

 

Por Abrantes, sem tempo e...sem palavras.

Apenas o tempo suficiente para dar um abraço solidário ao Dr.Joaquim Ribeiro e receber quase em cima da hora a notícia de que a sua proposta para converter em turismo rural, creio, uma quinta com um vetusto palacete que se avista em plena A23, em Abrançalha, quem sobe  no sentido sul ,norte, foi indeferido - ao fim de um inqualificável períodod de espera com o argumento de que há .... "excesso de oferta turística"!
Depois queixam-se da crescente desertificação e falta de empreendedorismo...

2

Um amigo confessou-me, ontem, que interpelou um presidente de câmara desta região com uma piada de grande alcance perguntando-lhe quanto é que ele paga a cada "figurante" que  aparece, de tempos a tempos, pelas abandonadas e desérticas ruas da sede do seu concelho!

Voltaremos a este assunto ouvindo, dentro do possível, claro, todas as partes.

antónio colaço



publicado por animo às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

ANDRÉS TORRES QUEIRUGA EM...

PE ANSELMO BORGES SOMA E ...

SEARAS ESCOLA DE VIDA

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

SIM AO CREDO DOS VALORES

SUBSTITUIMOS O CREDO DOS ...

HOJE, TODOS À GULBENKIAN ...

QUARENTA E TRÊS . FAZER O...

PE ANSELMO AO ATAQUE NA D...

PE ANSELMO BORGES AO ATAQ...

MÁSCARAS, INFERNO E OS BU...

arquivos

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds