Sábado, 31 de Agosto de 2013
VESPERAS

AGUARDA



publicado por animo às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

Pe Anselmo Borges

In DN

O QUE PENSA FRANCISCO 3.SOBRE RELIGIÕES

Qual é o determinante da religião, de tal modo que se pode garantir que ela vai ter sempre futuro? "Quando queremos ser sensatos, sinceros com aquilo que sentimos, manifesta--se uma inquietação profunda face ao Transcendente." Essa inquietação, que é "inerente à natureza humana", "chega mesmo a aparecer em pessoas que não ouviram falar de Deus ou que tiveram nas suas vidas posições antirreligiosas ou imanentistas e que, de repente, se deparam com algo que as transcendeu. Enquanto essa inquietação existir, existirá a religião, haverá formas de religação a Deus". A religião autêntica está em busca permanente. Por isso, uma religião puramente ritualista está destinada a morrer: enche-nos de ritos, mas "deixa--nos um vazio no coração".

A procura religiosa não terminou, continua forte, também em movimentos populares de piedade, "maneiras de viver o religioso de forma popular". O que está é "um pouco desorientada, fora das estruturas institucionais". O desafio maior para os líderes religiosos é o de "uma atracção através do testemunho", excluindo o proselitismo. É preciso procurar a autenticidade, mas, "quando isso significa apenas o prescritivo, cumprir regras, cai-se num purismo que também não é religioso".

Porque há várias religiões? "Deus faz-se sentir no coração de cada pessoa. Também respeita a cultura dos povos. Cada povo vai captando essa visão de Deus, tradu-la de acordo com a cultura que tem e vai elaborando, purificando, vai-lhe dando um sistema."

A relação religiosa autêntica implica um compromisso: "É necessário envolvermo-nos no mundo, mas sempre com base na experiência religiosa", evitando o risco de "agir como uma ONG". Quem acredita em Deus tem, nessa experiência, uma missão de justiça para com os seus irmãos, "uma justiça criativa, porque inventa coisas: educação, promoção social, cuidados, alívio, etc."

A fé tem de dialogar com a cultura. Mais: deve "criar cultura", uma cultura diferente das "culturas idólatras" da nossa sociedade: "o consumismo, o relativismo e o hedonismo são exemplo disso". "Uma fé que não se torna cultura não é uma verdadeira fé." Também dialoga - Bergoglio é químico - com a ciência, que, "dentro da sua autonomia, vai transformando incultura em cultura", devendo estar atenta, pois "a sua própria criação pode escapar-lhe das mãos".

A globalização a defender tem de ser "como a figura de um poliedro, onde todos se integram, mas cada um mantém a sua peculiaridade, que, por sua vez, vai enriquecendo os outros". "A globalização que uniformiza é essencialmente imperialista e instrumentalmente liberal, mas não é humana."

Defende o Estado laico: "A convivência pacífica entre as diferentes religiões vê-se beneficiada pela laicidade do Estado, que, sem assumir como própria nenhuma posição confessional, respeita e valoriza a presença do factor religioso na sociedade."

Apontou o ecumenismo como uma das prioridades do seu pontificado: "Desejo assegurar a minha vontade firme de prosseguir com o diálogo ecuménico." Continuará igualmente o diálogo inter-religioso: "A Igreja Católica é consciente da impor-tância que tem a promoção da amizade e do respeito entre homens e mulheres de diferentes tradições religiosas. Quero repetir: promoção da amizade e do respeito entre homens e mulheres de diferentes tradições religiosas." Como sinal disso, enviou uma mensagem pessoal aos muçulmanos, por ocasião do fim do Ramadão, advogando "o respeito mútuo", pondo fim às "críticas e difamações" por parte das duas religiões.

O diálogo é activo e exerce-se de múltiplos modos. A Igreja Católica "também é consciente da responsabilidade de todos pelo nosso mundo, pela criação inteira, que devemos amar e guardar. E podemos fazer muito pelo bem dos mais pobres, dos mais débeis, dos que sofrem, para promover a justiça e a reconciliação, para construir a paz. Mas, acima de tudo, devemos manter viva no mundo a sede de absoluto, não permitindo que prevaleça uma visão da pessoa humana unidimensional, segundo a qual o ser humano se reduz ao que produz e ao que consome: trata-se de uma das ciladas mais perigosas do nosso tempo".

 



publicado por animo às 20:45
link do post | comentar | favorito
|

a

a



publicado por animo às 20:45
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013
SANTA MARIA, PRESERVAI POR NÓS!!!

 

 

Senhora, por uma vez apenas, tomai nas vossas benditas mãos aquilo que as nossas mãos já não conseguem erguer.
2
Olhai, em vosso redor, no histórico coração deste exangue Mação, entre a Vossa Matriz e a Misericórdia em que vos anichais, a dúziazinha, ou mais, de casas que já foram, mas, desde há muitos anos,  não o são mais.
3
Iluminai as alvoraçadas mentes dos nossos autarcas, mas também dos candidatos às tantas municipais cátedras, para que se emocionem de vez e deixem, eles sim, desmoronar no mais íntimo dos seus empedernidos corações, antes do que resta daqueles paredões, as anquilosadas crenças do "deixa andar", "deixa desmronar!"
4 Senhora de Santa Maria, dois mil anos depois que destes à luz o Salvador, alcançai-nos este milagre e que Mação volte ao seu melhor.
 
 
 
 
 
 
 
antónio colaço


publicado por animo às 21:30
link do post | comentar | favorito
|

MATINAS

 

 

Vale, generoso vale.

OBRIGADO.

 

antónio colaço



publicado por animo às 15:29
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 29 de Agosto de 2013
FESTAS DE SANTA MARIA

É neste nicho que se encontra a imagem de Santa Maria esculpida em pedra.
A solidão da principal rua de Mação, Rua Pina Falcão, ontem à noite,contrasta com a animada e partilhada azáfama de outros tempos em que os moradores se organizavam, por ruas, no embelezamento das mesmas com flores de papel e festões de murta.....
 O que é que cada vez mais está a morrer em Mação?
Para que serve uma autarquia senão, também, para dar cabo desta anemia?
Mas quando se, como alguém muito próximo da mesma nos confidenciou, o seu presidente só sai para inaugurar obra " que tenha o seu nome numa placa", deixando as outras (sem placa, que chatice!) para o candidato Vasco que, honra lhe seja feita, todos os dias, pelo menos, é visto nas ruas, na esplanada, naquilo que parece pressagiar uma mudança no conventual recolhimento do ainda presidente....

Sim, fazem falta umas Festas de Santa Maria com as ruas respirando cor e alegria mas a festa que falta é um MAÇÃO RESPIRANDO CIDADANIA.
Mas quando, por medo de perder o camarário emprego, ou as incontáveis benesses de quem precisa da mão amiga da senhora câmara para viver, parece ser a lei.....não há "futuro" que se queira construir "juntos" por muito que o proclame a corriqueira campanha eleiçoeira.

 antónio colaço
(alguém que um dia, de serviço no quartel em Santa Margarida ousou subir às famosas Festas de Santa Maria e aqui, afortunadamente, encontrou a sua Maria de SEMPRE!)


publicado por animo às 18:43
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Agosto de 2013
VÉSPERAS

 



publicado por animo às 20:23
link do post | comentar | favorito
|

TOMAI E RECEBEI

 

Estás rente ao chão, um céu de hortênsias, sobreiros, pinheira mansa e canas da Índia por única companhia.

A água apetece de novo.

Entrem as uvas para acrescentar mais alegria.

antónio colaço



publicado por animo às 20:20
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 27 de Agosto de 2013
CONVIVER É PRECISO.COZINHAR, NÃO É PRECISO
Um jantar especial para uma nossa amiga especial.
Mas...mais do que as iguarias, a celebração das há muito desencontradas palavras e as suas tantas alegrias.
Ainda assim, cozinhou-se um Robalo no... Capote, dos restos da massa fez-se uma espécie de "pane di aglio", depois de muito bem estendida e espalmada a massa, a sair estaladiça do forno, rega-se com raminhos de alecrim o azeite onde foi macerado uma cabeça de alho.
 E pronto.
Um Alvarinho ( do baratinho....) bem fresquinho, rega os mil dedos de conversa!
Sirvam-se!

 

 



publicado por animo às 23:39
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Agosto de 2013
DESFAZER-ME....

 

A acabar as arrumações pelo sótão de Abrantes.
Não resisti a limpar o pó a quatro grandes pastas onde, desenho a desenho, esboço a esboço, calculo existirem mais de duzentos trabalhos sobre os quais lancei novo olhar. Ignorava, de todo, que estivessem por aqui estes rastos, os seus tantos rostos, que agora mais não são do que restos com mil histórias para contar.
Uma ideia tomou conta de mim para a próxima exposição com que espero encerrar esta, como dizer, celebração de 40 anos de artes plásticas:
-como numa  loja de tecidos, ou saldos, imaginar uma mesa central e ali mesmo colocar estas frágeis folhas que tantas horas mereceram as minhas contidas emoções. Os visitantes da exposição serão convidados a levar um desenho para casa.
 Uma espécie de "desfaço-me de tudo", um gesto franciscano aplicado, não aos trapos do "poverello" de Assis mas às minhas tantas roupas de sofridas andanças depois que deixei os franciscanos conventos.
Os desencontrados amores, as balbuciantes causas do NÃO À GUERRA COLONIAL, as carências de toda a ordem ( que saudades de um fim-de-semana a pintar, fechado no quarto ali para as bandas da Gomes Freire, a pão e fruta, porque a mesada camarária para mais não dava....) e tantas outras histórias que permanecem adormecidas nos traços do Picasso, Braque, Chagall que imaginava ser....
Logo a voz avisada de um amigo, reconhecido filósofo, a desinstalar-me de tais intentos, por muito nobres que possam ser....

 Ainda não estou convencido do que venha a fazer....
Fugi quanto pude às arrumações para que Maria me convocava e ir ao sótão, às suas tantas teias, era tarefa a que torci o nariz. Mas, hoje, depois de perceber que é naquele sótão que jazem os diamantes por burilar acho que, quanto antes, vou ter de lá voltar!!! Bem que escrevi, um destes dias, "À PROCURA DE UM PRESENTE PARA O MEU PASSADO!!!"
Desfazer-me, como quem quer  CONTINUAR A FAZER! SEMPRE.
antónio colaço
 


publicado por animo às 23:29
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Agosto de 2013
PEREIRO.MULTIDÃO A TRATAR DA SAÚDE DA SENHORA

 

A Senhora fica feliz sempre que nos vê felizes, seja em procissão, ou na mais habitada solidão.

Fomos aos milhares.

Nas ruas, sempre disponíveis os bons ares das folhas de eucalipto, hortênsias, folhas de laranjeira, pétalas de dálias, girassóis, alecrim aos molhos, tudo para a saúde das nossos almas e dos nossos arregalados olhos.

Obrigado.

antónio colaço

 

 

 

 

 



publicado por animo às 21:58
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 24 de Agosto de 2013
DOMINGO, 25 DE AGOSTO, ÁS 13H, NA ANTENA 1, 25 ANOS DEPOIS DO INCÊNDIO

DOMINGO, 25 DE AGOSTO, 13 HORAS, 25 ANOS DEPOIS DO INCÊNDIO DO CHIADO....

Vou estar de ouvido na Antena1 (95.7FM) para ouvir a GRANDE REPORTAGEM (mais de 30 minutos) com muitos dos protagonistas de então.

Uma reportagem de Rita Colaço.



publicado por animo às 23:11
link do post | comentar | favorito
|

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

Pe Anselmo Borges

in DN

O QUE PENSA FRANCISCO 2. SOBRE A IGREJA

Para o Papa Francisco, a Igreja não é uma empresa, uma multinacional ou uma ONG. Ela é "a família de Deus", do Deus que é amor, misericórdia e que perdoa sempre, se houver arrependimento. Deus está a caminho, "quando o procuramos e deixamos que ele nos procure. A experiência religiosa primordial é a do caminho. A vida cristã é uma espécie de atletismo, de conflito, de corrida, em que temos de nos desfazer das coisas que nos afastam de Deus".

No caminho, há perigos e tentações. Francisco acredita na existência do Diabo (como símbolo do mal ou uma entidade pessoal?): "O Demónio é, teologicamente, um ser que optou por não aceitar o plano de Deus. A obra-prima do Senhor é o homem; alguns anjos não o aceitaram e rebelaram-se. O Demónio é um deles. No Livro de Job é o tentador, que nos leva à suficiência, à soberba. Jesus define-o como o pai da mentira. Os seus frutos são sempre a destruição, a divisão, o ódio, a calúnia. E, na minha experiência pessoal, sinto-o de cada vez que sou tentado a fazer algo que não é aquilo que Deus me pede. Acredito que o Demónio existe. Talvez o seu maior sucesso nestes tempos tenha sido fazer-nos acreditar que não existe." De qualquer modo, "uma coisa é o Demónio e outra é demonizar as coisas ou as pessoas. O homem é tentado, mas não é por esse motivo que deveremos demonizá-lo". Mas o ser humano é um ser caído, o que "se explica a partir da queda da natureza depois do pecado original". Portanto, "as pessoas podem fazer algo de mau devido à sua própria natureza, ao seu "instinto", que se potencia devido a uma tentação exógena."

O fundamentalismo não é o que Deus quer, e ele não consiste apenas em matar em nome de Deus, o que é "uma blasfémia". "Por exemplo, quando eu era pequeno, na minha família havia uma certa tradição puritana; não éramos fundamentalistas, mas estávamos nessa linha. Se alguém do nosso círculo próximo se divorciava ou se separava, não entrávamos na sua casa; e também acreditávamos que os protestantes iam todos para o inferno, mas lembro-me de uma vez em que estava com a minha avó, uma grande mulher, e passaram precisamente duas mulheres do Exército de Salvação. Eu, que tinha uns cinco ou seis anos, perguntei-lhe se eram monjas. Ela respondeu-me: "Não, são protestantes, mas são boas." Esta foi a sabedoria da verdadeira religião."

Não se admite um clero de burocratas e carreiristas. Por exemplo, é "uma hipocrisia" negar o baptismo a crianças de pais não casados. E há o ecumenismo e o diálogo inter-religioso práticos: o das pessoas "que não partilham a minha fé, mas que partilham o amor pelo irmão". A verdadeira liderança religiosa é conferida pelo serviço. "Para mim, esta ideia é válida para a pessoa religiosa de qualquer confissão. Assim que deixa de servir, o religioso transforma-se num mero gestor, no agente de uma ONG. O líder religioso partilha, sofre, serve os seus irmãos." Foi esta dinâmica que o levou, já Papa, num gesto surpreendente, a Lampedusa, com esta mensagem: "A globalização da indiferença tirou-nos a capacidade de chorar. Peçamos ao Senhor a graça de chorar sobre a nossa indiferença, sobre a crueldade que há no mundo, em nós, também naqueles que no anonimato tomam decisões socioeconómicas que abrem o caminho a dramas como este."

Para a pedofilia, tolerância zero. "O problema não está associado ao celibato. Se um padre for pedófilo, é-o antes de ser padre. Ora, quando isso acontece, nunca se poderá tolerar. Não se pode assumir uma posição de poder e destruir a vida de outra pessoa. Na diocese, nunca me aconteceu, mas, uma vez, um bispo telefonou-me para me perguntar o que se deveria fazer numa situação semelhante, e eu disse-lhe que lhe retirasse a autorização, que não lhe permitisse exercer mais o sacerdócio e que desse início a um julgamento canónico no tribunal."

A humildade é garantia de que o Senhor está presente. "Quando alguém tem todas as respostas para todas as perguntas, é uma prova de que Deus não está com ele." A Igreja tem uma herança a preservar e que não pode negociar, mas é preciso, com tempo, "dar respostas com a herança recebida às novas questões de hoje."

 



publicado por animo às 16:26
link do post | comentar | favorito
|

RENASCER




 Era água o que só pediam.

Quase morreram.

Eis como renascem, com que ânsias, as minhas queridas hortênsias.

antónio colaço







publicado por animo às 16:21
link do post | comentar | favorito
|

MATINAS I

Uvas fresquíssimas como a água que das profundidades aquíferas chegou, que me banhou e as banhou.



publicado por animo às 16:15
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

ANDRÉS TORRES QUEIRUGA EM...

PE ANSELMO BORGES SOMA E ...

SEARAS ESCOLA DE VIDA

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

SIM AO CREDO DOS VALORES

SUBSTITUIMOS O CREDO DOS ...

HOJE, TODOS À GULBENKIAN ...

QUARENTA E TRÊS . FAZER O...

PE ANSELMO AO ATAQUE NA D...

PE ANSELMO BORGES AO ATAQ...

MÁSCARAS, INFERNO E OS BU...

arquivos

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds