Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008
MATINAS:DEUS NÃO É DIFICIL
ceu

O deus das explicações não tem piada nenhuma, quer dizer, Deus é muito Mais que as nossas explicações, quer dizer da nossa vontade em resumi-Lo a uma explicação que nos deixe de uma vez por todas descansados.Sim, Deus, dá muito trabalho, tanto que, quando menos se espera, consigo descobri-Lo na beleza das linhas desta muito antiga casa beiroa, do seu candeeiro de uma metalurgia tão inicial...O único trabalho que Deus dá é o de que eu, sempre que quiser, dê por Ele.

Sim, começo a sentir o que são os vislumbres de Deus e até não é assim tão difícil.Mas dá trabalho.

Eu gosto de trabalhar.Ora et Labora.

antónio colaço

__________________________________________________

Do Público de ontem, enquanto Frei Bento não envia, tal como o Pe Anselmo, as "cinco linhas" que lhes pedi sobre "WEBANGELHO ou o papel das novas tecnologias ao serviço da Palavra".

 

freibentodomingos1

Bíblia e fundamentalismo
30/11/2008    Frei Bento Domingues O.P.

 
Quando se tomam as afirmações bíblicas como ditados divinos, perde-se o sentido da transcendência de Deus1.Alguns leitores acharam estranho que, no domingo passado, me tivesse referido à expressão "Palavra de Deus" como se de uma metáfora se tratasse. Não é a própria Sagrada Escritura que se apresenta como realíssima Palavra de Deus? E, no primeiro escrito cristão, não afirma S. Paulo: "Agradecemos a Deus por terdes acolhido a sua Palavra que vos pregamos não como palavra humana, mas como na verdade é, a Palavra de Deus que está produzindo efeito em vós, os fiéis" (lTs 2, 13)? Existe, portanto, diferença entre palavra meramente humana e Palavra de Deus.
Sem dúvida, mas quem reflectir no que significa "metáfora" - transgressão do imediato sentido, transposição para novas significações - só pode desejar que essa expressão recupere a força ilimitada do seu mistério. Uma metáfora que se banaliza é uma metáfora morta (1).
É uma ilusão supor que podemos adoptar, em directo, o ponto de vista de Deus e, a partir daí, distinguir o que é humano e o que é divino, como se fôssemos entidades que os transcendem e os fiscalizam. As consequências dessa ilusão manifestam-se quando seres humanos colocam na boca de Deus aquilo que eles dizem e escrevem como se fosse o próprio Deus a dizer e a escrever. A Bíblia está cheia de declarações desse teor. Por vezes, o que é posto na boca de Deus só ficava bem na boca do Diabo. Quem assim faz, pensando glorificar a Deus, está a ofendê-lo e a tornar impossível reconhecê-lo como a verdade e a beleza do amor infinito. Por outro lado, quando se tomam as afirmações bíblicas como ditados divinos, perde-se, irremediavelmente, o sentido da transcendência de Deus e dos ziguezagues da história humana.

2.A Comissão Pontifícia Bíblica elaborou um documento - A Interpretação da Bíblia na Igreja - sobre a pluralidade de métodos de investigação dessa admirável biblioteca hebraica e cristã. Não é para restringir essa pluralidade que o documento é extremamente severo em relação a identificações idolátricas: "O problema de base da leitura fundamentalista é que, recusando levar em consideração o carácter histórico da revelação bíblica, torna-se incapaz de aceitar plenamente a verdade da própria Incarnação. O fundamentalismo foge da estreita relação do divino e do humano no relacionamento com Deus. Recusa-se a admitir que a Palavra de Deus inspirada foi expressa em linguagem humana e que ela foi redigida, sob a inspiração divina, por autores humanos cujas capacidades e recursos eram limitados. Por esta razão, tende a tratar o texto bíblico como se ele tivesse sido ditado, palavra por palavra, pelo Espírito e não chega a reconhecer que a Palavra de Deus foi formulada numa linguagem e numa fraseologia condicionadas por uma ou outra época. Não dá nenhuma atenção às formas literárias e às maneiras humanas de pensar presentes nos textos bíblicos, muitos dos quais são fruto de uma elaboração que se estendeu por longos períodos de tempo e com a marca de situações históricas muito diversas."
A Mensagem final do recente Sínodo dos Bispos (24.10.2008), depois de observar que todos deveriam conhecer e estudar a Bíblia, também sob o seu extraordinário perfil de beleza e fecundidade humana e cultural, destaca que a Palavra de Deus não está presa a uma cultura. Aspira, pelo contrário, a atravessar fronteiras e recorda o exemplo de S. Paulo, artífice excepcional da inculturação da mensagem bíblica em novas coordenadas culturais (2Tm 2, 9).

3.Neste Ano Paulino, não basta louvar a ousadia imensa desse grande Apóstolo de há dois mil anos. O Sínodo insiste em que é, hoje, que a Igreja está chamada, mediante um processo delicado, mas necessário, a fazer que a Palavra de Deus penetre na multiplicidade das culturas e expressá-la segundo as suas linguagens, concepções, símbolos e tradições religiosas, vigiando e guardando a substância dos seus conteúdos, para evitar o risco da degeneração. A Igreja tem de fazer brilhar os valores que a Palavra de Deus oferece a outras culturas, de modo a purificá-las, fecundadas por ela. O Sínodo não esquece a formulação mais ousada do processo de inculturação, apresentada por João Paulo II ao episcopado do Quénia, na sua viagem à África em 1980: "A inculturação será realmente um reflexo da incarnação do Verbo, quando uma cultura, transformada e regenerada pelo Evangelho, produz, na sua própria tradição, expressões originais de vida, de celebração e de pensamento cristão."
A linguagem humana, sobretudo nas suas expressões musicais e poéticas, é um acontecimento de excesso de significação, uma abertura que não consente horizontes fechados. É, por natureza, uma contínua violação de fronteiras. Pode, por isso, acolher sempre novas significações. A linguagem simbólica é movida, precisamente, pelo que lhe falta, não pelo que tem. É a linguagem do Advento, desafiando todos os limites. Quem tenta interpretar a Palavra de Deus comece por libertá-la da letra que mata, para a deixar entregue ao Espírito que a faz viver (2Cor 3, 2-6).
(1) Paul Ricoeur, Teoria da Interpretação, Lisboa, Edições 70, 1996


publicado por animo às 14:56
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

ANDRÉS TORRES QUEIRUGA EM...

PE ANSELMO BORGES SOMA E ...

SEARAS ESCOLA DE VIDA

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

SIM AO CREDO DOS VALORES

SUBSTITUIMOS O CREDO DOS ...

HOJE, TODOS À GULBENKIAN ...

QUARENTA E TRÊS . FAZER O...

PE ANSELMO AO ATAQUE NA D...

PE ANSELMO BORGES AO ATAQ...

MÁSCARAS, INFERNO E OS BU...

ÂNIMO . TRINTA E OITO ANO...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds