Sábado, 25 de Setembro de 2010
WEBANGELHO DE ANSELMO BORGES

 

Pe Anselmo Borges

In DN,hoje

 

BENTO XVI NO REINO UNIDO

 

Contra todas as previsões, a visita de Bento XVI ao Reino Unido foi um êxito. Os próprios media britânicos foram unânimes nesse reconhecimento. Até a sua imagem pessoal saiu suavizada: já não "Rottweiler de Deus" nem um intelectual frio, mas um ancião sábio e simpático.

Porquê? Explica o teólogo José M. Castillo: "Porque, nesta viagem, o Papa não condenou nada nem ninguém. Não proibiu nem censurou. Pelo contrário, reconheceu as suas falhas, pediu perdão, mostrou-se próximo das pessoas. Fê- -lo por política, diplomacia ou talvez outros interesses? Fê-lo. E basta. É isso que as pessoas esperam, é disso que as pessoas precisam. O que todos queremos que os outros tenham connosco: respeito, tolerância, humanidade, compreensão e bondade."

De qualquer modo, a figura do intelectual eminente não deixou, mais uma vez, de impressionar. "Obrigado por ter-nos feito sentar e reflectir", disse-lhe o primeiro- -ministro, David Cameron, ao despedir-se no aeroporto. "Foram quatro dias incrivelmente emocionantes para o nosso país", garantindo-lhe que "foi escutado por um país de 60 milhões de cidadãos". E foi mais longe: "A fé é parte integrante do tecido do nosso país."

2. Quanto à chaga da pederastia, o Papa foi contundente, não podendo ser mais claro. Logo no avião, criticou publicamente a hierarquia católica por não ter sido "suficientemente vigilante". Reconheceu que a Igreja em geral e, nomeadamente, os bispos e a Santa Sé não foram suficientemente "vigilantes, céleres e decididos" no combate a estes "abusos vergonhosos, que minam gravemente a credibilidade dos responsáveis da Igreja".

Na catedral de Westminster, falou em "vergonha e humilhação", manifestando "profunda dor" pelo sofrimento causado às vítimas destes "crimes inqualificáveis".

Em Londres, encontrou-se com cinco dessas vítimas, dizendo-se "comovido pelo que tinham a dizer e manifestou profunda dor e vergonha pelo que elas e as suas famílias tiveram de sofrer". Assegurou que a Igreja continua a tomar medidas que sejam eficazes e a "colaborar com as autoridades civis e levar à justiça os clérigos e religiosos acusados desse crimes hediondos".

3. Ponto alto da visita foi o discurso perante políticos - para lá do actual primeiro-ministro, encontravam-se os seus antecessores Margaret Thatcher, John Major, Tony Blair e Gordon Brown -, académicos e corpo diplomático, no Westminster Hall, no lugar onde Tomás Moro foi condenado à morte por não querer renegar a sua fé católica.

Sublinhou a importância do diálogo profundo e permanente entre a razão e a fé e de relações boas entre a religião e a política.

Manifestou-se preocupado com a "marginalização crescente" da religião, nomeadamente da cristã: "Há alguns que desejam que a voz da religião seja silenciada ou pelo menos seja remetida para a esfera meramente privada." Contra o secularismo agressivo, defendeu que "a religião não é um problema que os legisladores devam solucionar, mas um contributo vital para o debate nacional".

A ética tem de ser trazida para a actividade económica. Lembrando Moro, foi ao tema essencial da fundamentação ética da vida civil, sublinhando que "se os princípios éticos que sustentam o processo democrático não se regem por nada mais sólido do que o mero consenso social, este processo apresenta-se evidentemente frágil".

4. Beatificou o Cardeal Newman, figura cimeira da cultura, convertido ao catolicismo e um dos "pais espirituais" do Concílio Vaticano II.

Carregados de simbolismo foram o abraço ao arcebispo de Cantuária e primaz da Igreja Anglicana, Rowan Williams, e a presença dos dois, lado a lado, no altar da Abadia de Westminster.

Paradoxalmente, a ordenação católica de clérigos anglicanos já casados pode alisar o caminho para o fim do celibato obrigatório. Ainda há dias, o novo bispo de Bruges (Bélgica), Jozef De Kesel, dizia: "Penso que a Igreja deve perguntar-se se convém conservar o carácter obrigatório do celibato."



publicado por animo às 08:22
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010
O ÚLTIMO DA CEIA (II)

Acabei de enviar a seguinte mensagem a todos os meus camaradas do GPPS que ontem me "distinguiram" com um jantar:

 

 

A todos os que estiveram comigo, ontem, no Pátio Alfacinha, o meu muito obrigado.

A todos os que não puderam estar pelas mais diversificadas razões, o meu muito obrigado, também.

A todos, em geral, a renovada afirmação de que nestes 21 anos de colaboração com o GPPS dei sempre o meu melhor.

Um destes dias a gente encontra-se por aí e tudo o que possa ter sido menos bom será, então, relevado porque vos levo a todos, sem excepção, no meu (socialista!*) coração!

 

antónio colaço

 

*mesmo sabendo que sabem, que sempre fui contra todos os excessos de zelo, incluindo os partidários!

O povo segue-nos se vir que continuamos a tomar partido pelo seu quotidiano mais do que pelo quotidiano do partido se este o puser à parte.

___________________________________

 

Obrigado, Patrícia pelas fotos "exclusivas"!!!

___________________________________

 

 

 

 

 

A ti, meu Comandante de Abril, Marques Júnior, rogo que não deixes que as tropas "baixem as guardas"!!! Há demasiado Abril para abrir, perdão, para cumprir.

 

 

 

 

Acho que disse qualquer coisa do género, "tenho uma notícia para vós, esta noite, menos agradável: se tudo correr bem vou voltar aonde me foram buscar, aos media, à animação cultural. Quero que saibam que vou ser implacável com os socialistas, gosto demasiado deles para que continue a assistir ao que se está a passar.Este país tem que ter solução, há muito mais gente entre nós com capacidades para dar a volta a isto. Eu vou estar lá, agora como simples cidadão.Sei que fui inconveniente, algumas vezes, mas os assessores não podem ser os yes men que os verdadeiros líderes se recusam a ter à sua volta.Estão lá para ajudar a ver melhor e não para ocupar o palco das decisões que vos compete tomar, camaradas deputados. Defendi no meio dos jornalistas o melhor que os políticos têm e nunca recusei defender no meio dos políticos o que os jornalistas de melhor têm também. Tive o privilégio de assistir a reuniões do grupo parlamentar onde o nível de debate atingiu graus de cidadania participada como em poucos lugares dos muitos que me coube viver.Tenho saudades de ver o GPPS a debater mais, a sair mais para a rua, a não temer que a sua actividade perturbe, talvez, o défice de actividade do seu governo, esquecendo que estamos no mesmo barco e ignorando que os esquecimentos de agora serão as tardias lágrimas de uma qualquer noite eleitoral  onde já não haverá tempo para remediar o mal.

É por isso que serei implacável.Mais vale ser desagradável agora do que irremediável, amanhã, na fala das urnas que cantam as vitórias alheias. 

Obrigado pela confiança destes 21 anos.

antónio colaço



publicado por animo às 09:15
link do post | comentar | favorito

MATINAS

 

Obrigado pelo punhado de amigos que ontem sentaste à minha mesa, mesmo se, como Tu, porventura, entre eles tenha estado alguém "que me vai trair", perdão, desiludir.

Quantas vezes, eu próprio, não tenho sido motivo de desilusão para a Tua continuada aposta na minha conversão.

Converto-me à Tua Luz matinal e tal como os primeiros passageiros da alvorada, quero voar Contigo, meu Tudo, rejeitando em absoluto as tão discretas quanto sibilinas  miragens do .... nada.

antónio colaço



publicado por animo às 08:06
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010
AMIZADE, MEMÓRIAS E EXCESSOS

Quando faço novos amigos, entro em euforia. Confesso que há muito não acontecia e o imediatismo das novas tecnologias precipita-nos numa torrente de contar tudo e de contar com tudo desta bem-vinda nova gente.

Na linha do Almada, por vezes, esquecemo-nos da máxima, "não te metas na vida dos outros se não queres lá ficar", como quem diz, "sim deixa-me meter na tua vida como quem deixa meter-te na minha, afinal, não há vidas, apenas uma só Vida..."

Excessivo, é o que és, reconheces, finalmente.

2

A receita parece vir desta sábia afirmação de um desses novos amigos, JJAmaro, o qual sobre o balanço da amizade afirma:

 

"Nem vezes de mais... para que cada vez seja um acontecimento gozoso e desejado; nem de menos... porque a distância, no tempo e no espaço, apaga a memória e não há amizade sem memórias"

 

É por isso que mais nada direi aos meus novos amigos.

Uma boa maneira para ser menos excessivo com eles.

antónio colaço

 



publicado por animo às 18:59
link do post | comentar | favorito

O ÚLTIMO DA CEIA

Alguns colegas e amigos de trabalho chamaram-me para um jantar a que chamaram de ..."homenagem". Neste momento só baila na cabeça a máxima do Galileu, "não vim para ser servido mas para servir", ou "quem de entre vós quiser ser o primeiro.."

A ver vamos como decorre esta "última ceia" parlamentar.

Para já, um enorme e sentido Obrigado!, aos promotores iniciais.

antónio colaço



publicado por animo às 18:57
link do post | comentar | favorito

RIO LUXURIANTE E ESSENCIAL III

 

Uma espécie de relógios solares ou a nova sabedoria para encarar ..."o tempo".

 

 

 

 

 

-Afinal, que horas são?!

-Agora, tenho o Tempo Todo!

 

antónio colaço



publicado por animo às 18:29
link do post | comentar | favorito

RIO LUXURIANTE E ESSENCIAL II

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-Sol, empresta-me um pouco do teu sol, para que, à noite, eu seja o teu farol!

 

antónio colaço

 



publicado por animo às 18:13
link do post | comentar | favorito

RIO LUXURIANTE E ESSENCIAL

 

Enquanto a actividade não pára na construção do Novo Museu dos Coches, a criatividade rola sobre...as rodas dos ditos e não só!

 

 

 

 

 antónio colaço



publicado por animo às 18:12
link do post | comentar | favorito

MATINAS

 

Hoje, o dia começou muito antes do sol nascer. Regressado, já, da margem de lá do Tejo, é bom acordar com a cidade e ver cada um a tomar, nela, o seu lugar.

Ninguém deveria deitar-se, ao fim do dia,percebendo quem ficou de fora, sem lugar, sem abrigo, preocupando-se não apenas consigo.

Obrigado, pelo meu lugar.

Ilumina-me para que em breve possa ajudar a alargar a cidade e, nela, lugar para mais lugares.

antónio colaço



publicado por animo às 07:36
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010
ACENDAM TODOS OS CÍRIOS. NADA SE ESCONDA.É TEMPO DE INTIMA FRACÇÃO

 

UM ESCONDERIJO PARA O TEMPO

ÍNTIMA FRACÇÃO - ExpressoOnline

"Os dias do futuro estão em frente a nós, como uma longa fila de círios acesos. [...] Os dias do passado ficam para trás, uma triste fileira de apagados círios."

MP3 e/ou podcast

http://aeiou.expresso.pt/if


Obrigado
Francisco Amaral

 

 



publicado por animo às 17:16
link do post | comentar | favorito

EMERENCIANO NA GALERIA VALBOM. 25 SET. 16.30

 

Aguarda edição

 



publicado por animo às 17:14
link do post | comentar | favorito

DEIXEM PASSAR A MARCHA

E se experimentasse voltar a dar uns passinhos, fazer cócegas às margens do Tejo com seus peixinhos?

Desci a Calçada, sem ajuda, e ...fui ver!

 

O novo Museu dos Coches, cresce a olhos vistos.

 

 

 

A campanha de pichagem dos painéis envolventes, tipo "Tanto dinheiro enterrado e o povo esfomeado" parece ter abrandado.

 

 

Parou com a crítica social, vamos tratar do mal. Na relva fresquinha dobrar joelhinho esquerdo à vontadinha.

 

 

Deixem passar a marcha, pescadores de meia tigela.Tanta cana, tanta cana, pescaria, "quédéla"?!

 

 

Se o Infante dispusesse de tamanha frota, ai tanta rota, tanta rota que navegaria. Descubro dois barcos com nomes de amigos e, como habitualmente fazia, vai de zombaria : o Pardal IV ( então, seu Sidónio, de barquinho na doca, hein?) e o St Paulus ( Dr. Lucas, como é?).

 

 

Os autocarros de turistas não param de chegar. Para variar todos repetem a mesma pose.Olha se um desempregado por ali aparece a oferecer-se para tirar as fotos .... ao casal?

-Sorry, excuse me....

 

 Legenda a mais, sentido pátrio a menos. Para quando uma portuguesinha que se lembre do Infante:

-Amo-te, Henrique!

 

 

 

Desta vez, parece que as cerejeiras vindas do Japão não se perderam. Um farol por perto dá sempre jeito.

 

 

 

Não é tarde nem é cedo."Não abuse!Não abuse!", pediu Takeo!Assim se faça, mestre, e um intervalozinho neste pequeno guião "De como fazer uma serena transição para o mundo da aposentação, em cinco lições..., fica sempre bem!Ó praele!

 

 

Este é um banco que vive tranquilo, um banco onde podes investir toda a serenidade de que precisas, um banco sem nenhum dos mil problemas dos seus congéneres do outro lado da rua..

 

 

E esta marcha está mesmo a terminar. Resta ao prof Aníbal começar, perdão, continuar a sua!

 

 

 

 

Desenganem-se se ficaram com a ideia de que aposentação é ... resignação!!!Ainda a frase não estava fechada e já de Penhascoso, pela mão do jovem Presidente da Junta, Valter Marques, saltava convite para moderar Colóquio sobre os 100 anos da República, com Manuel Monteiro (terá sido dos primeiros debates que moderei há muiiiiiitos anos, no velhinho Liceu de Abrantes,entre ele, Miguel Relvas e outros!!!),Nuno Ramos Almeida e António Reis.

 

Bom dia, República!

antónio colaço

 



publicado por animo às 14:42
link do post | comentar | favorito

MATINAS

Ajuda, há instantes.

 

Aquele traço, luminoso, desafiando a manhã, seja o sinal de um dia pleno deste constante "comunicar/viajar é preciso"!

Obrigado, pela "viagem" de boas noticias com que nos voltas a brindar!

(Não há outra maneira de agradecer-Te!)

antónio colaço



publicado por animo às 08:09
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 21 de Setembro de 2010
MATINAS

 

Não é, apenas, mais um nascer do sol na minha varanda, sabes bem,e sim celebrar a coragem deste meu jacarandá jovem de alguns anos. Com efeito dá-nos sinais de que o vaso onde sobrevivem as suas raízes, já não suportam mais esta sua aparente quietude. Quero crescer, meus ramos estender e, finalmente, brindar-te com as violáceas corolas que em mim trago tolhidas.

E eu a ver, e nada mais por agora, poder fazer.

Sinto-me como ele, ansioso por novos desafios, mas sei que devo esperar serenamente, olhar os últimos e avisados sinais...

Sim, eu sei que Tu és o Único Caminho, e que chego a Ti não perdendo de vista os demais.

Serena-me só mais um pouco e que esta espera não me deixe louco, afinal, em Ti, somos mesmo todos iguais.

 

antónio colaço



publicado por animo às 08:05
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010
ATIREI UM PAU AO MIAAU MAS O PEDREGULHO NÃO MORREUEUEU!

 

O Arqº Castel Branco, ao lado de quem estou no exercícico dos meus direitos de cidadania por uma Abrantes liberta de pesadelos - o mais recente, o de nos cair em cima um pedregulho que a todos nos tire a graça - enviou-me, há instantes, a declaração de voto do PSD na sessão de Câmara onde estará a ser aprovado o polémico projecto.

A minha resposta, quase de rajada:

 

Este voto sabe a pouco.Ou melhor, a nada, porque em momento algum questiona o projecto em si!

Ou seja, para o PSD é uma questão de “retornos”, não de TRANSTORNOS, visuais e patrimoniais, desde logo.

Passem bem, meus senhores.

 

2

Continuo a dizer, o grande desafio era construir um Museu que se debruçasse sobre o Tejo, como que a querer lavar os cabelos das suas ninfas, dos seus guerreiros, do seu imenso espólio, enfim, nas águas da "fresca Abrantes". Um sítio tão panorâmico, com tanta ondulada situação para explorar, logo tinha de vir rupturar S.Domingos. Eu, se pudese definir um castigo, contratava o homem do ar condicionado e seus apaniguados e dizia-lhe "fenáque-os daqui para fora!!!", quer dizer,  mande-os condicionar a paisagem para outro lado!

 

antónio colaço


De: Arq. António Castelbranco [ma
Enviada: segunda-feira, 20 de Setembro de 2010 17:27
Para: Arq. António Castelbranco
Assunto: MIAA Hoje na reunião da CMA

 

II

PONTO Nº6 - APROVAÇÃO DO PROJECTO DE ARQUITECTURA DO MUSEU IBÉRICO

Declaração de voto (CONTRA) dos vereadores do PSD

Para os vereadores do PSD, a construção do museu não pode pôr em risco a coesão territorial e o tecido económico do município, como sucederá se o projecto não for capaz de gerar o retorno necessário para compensar os enormes recursos que vai consumir.

É, por esta razão, que sempre defendemos que a Câmara não deveria iniciar este projecto sem, primeiro, fazer um estudo sério sobre a sua viabilidade e sustentabilidade económica, sobretudo quando se está em face de um projecto que vai mobilizar e consumir recursos essenciais do município, para mais num tempo de grave crise económica e financeira.

A Câmara não pode correr o risco de um projecto destes falhar, sob pena de os abrantinos virem a pagar um preço demasiado elevado e que os pode arruinar.

Esta é, de facto, a questão política que nos separa: nós não aceitamos apostar o destino do concelho de Abrantes numa qualquer roleta russa, por muito elogiada que seja.

Sem informação, não pode haver decisão.

 

PS

Sublinhados nossos.

ac

 



publicado por animo às 19:17
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

DA ARTE E DOS ESPAÇOS INE...

OBRIGADO, MANUEL

ANTONIO COLAÇO NO "VOCÊ N...

PE ANSELMO BORGES NOS ANI...

ANA SÁ LOPES NOS AAAANIMA...

ANA SÁ LOPES NOS ANIMADOS...

O OUTRO LADO DO AAANIMADO...

LISBOAS

CHEF PEDRO HONÓRIO OU AS ...

BALANÇO FINAL . JOAQUIM L...

REGRESSARAM OS AAANIMADOS...

IN MEMORIAM ANTÓNIO ALMEI...

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

arquivos

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds