Domingo, 23 de Janeiro de 2011
WEBANGELHO DE FREI BENTO DOMINGUES

 

In Publico

Segundo L’Osservatore Romano, a beatificação de João Paulo II é um acontecimento histórico sem precedentes

 

Não é preciso ser ridículo

 

1. Segundo L’Osservatore Romano (15/1/2011), João

Paulo 1I será proclamado beato pelo seu sucessor

Bento XVI, no próximo dia 1 de Maio. A promulgação

do decreto sobre o milagre atribuído

a Karol Wojtyla (1920-2005) – acto que conclui

ofi cialmente o andamento da causa de beatifi cação – foi

autorizada pelo próprio Papa Ratzinger no passado dia

14, na audiência ao cardeal Angelo Amato, prefeito da

Congregação para as Causas dos Santos.

Para o referido jornal, a beatifi cação de João Paulo

II é um acontecimento histórico sem precedentes. Seria

preciso remontar ao coração da Idade Média para

encontrar exemplos análogos, mas em contextos não

comparáveis com a decisão de Bento XVI. Nos últimos

dez séculos, nenhum Papa elevou às honras do altar o

seu imediato predecessor. Com efeito, Pietro del Marrone

(Celestino V) foi canonizado em 1313 – menos de

20 anos depois da morte – pelo seu terceiro sucessor.

Mais de dois séculos antes, tinha sido imediatamente

reconhecida a santidade de Leão IX e de Gregório VII,

falecidos em 1054 e em 1085.

Voltou a sublinhar-se que no centro de cada causa de

beatifi cação e de canonização está apenas a exemplaridade

da vida ao serviço de Deus. Como disse Paulo VI – no

anúncio da introdução das causas dos seus dois imediatos

predecessores –, o culto da verdadeira santidade, isto é, a

glória de Deus e a edificação da sua Igreja, é o que conta,

para além de qualquer outro motivo.

Uma freira francesa, Marie Simon-Pierre, que padecia

de Parkinson, atribuiu a sua cura milagrosa ao Papa João

Paulo II, que, aliás, sofrera da mesma enfermidade. Os

médicos e teólogos, consultados pela Congregação para

as Causas dos Santos reunidos no mais estrito sigilo,

consideraram que a cura foi “imediata e inexplicável”.

As narrativas dessa religiosa serão um bom alimento

para a imaginação dos seus entrevistadores e, sobretudo,

acerca das conversas que ela diz continuar a ter

com João Paulo II.

Este anúncio foi, certamente, de alegria para muitos.

Outros sublinharam a excessiva pressa na beatificação

do Papa Wojtyla, pois o seu pontificado, tão controverso,

precisa de uma certa distância para que a sua

exemplaridade para a vida da Igreja possa ser avaliada

com serenidade.

2.As beatifi cações e canonizações são processos

humanos. Não se revestiram sempre da forma

actual e os canonizados não são casos exclusivos

de vida santa. Como dizia Bernanos, a única

tristeza é não ser, verdadeiramente, santo.

A garantia pedida aos milagres é tida por decisiva, embora

o grande critério, como vimos, continue a ser a exemplaridade

da vida. Pede-se ao Céu um sinal para mostrar

que estão vivos e activos os que desapareceram da nossa

vista. Quando, nos funerais, se pede a Deus que lhes dê o

eterno descanso no reino da perpétua luz, não se pede a

sua reforma ou o seu desinteresse pela sorte do mundo.

Se Deus está vivo, se Jesus Cristo prometeu continuar connosco

para sempre, se Nossa Senhora é considerada, na

Igreja, o exemplo do acolhimento da Palavra de Deus no

quotidiano, não diz que a santidade lhes está reservada.

O Apocalipse (cap. 7) fala de uma multidão de todas as

nações, tribos, povos e línguas que chegaram à plenitude

da vida mesmo no mundo da grande tribulação.

Como alguém dizia, as pessoas beatifi cadas e canonizadas

são, no plano religioso, embora noutra linguagem,

aquelas que recebem as medalhas de bronze, de prata,

de ouro, ou o Prémio Nobel da santidade, atribuídas

pela hierarquia da Igreja. Seja como for, só podemos

recorrer a símbolos e analogias para evocar a vida depois

da morte.

3.Qualquer congregação religiosa que se preze

procura desenvolver os processos que levarão

os seus fundadores à canonização e deve haver

rigor nesses processos. João Paulo II deu muita

importância à Legião de Cristo, cujo fundador,

Marcial Maciel, segundo agora se apurou, era um perverso,

embora Deus já lhe possa ter dado a volta. Não há, no

entanto, forma de lhe atribuir uma vida exemplar.

É, precisamente, a vida exemplar das pessoas que

fundaram congregações religiosas que os continuadores

devem estudar e divulgar com fervor. Já me parece

de interesse duvidoso a azáfama em arranjar curas

milagrosas para a beatificação e canonização. Li, muito

recentemente, uma oração estranha. Começava assim:

“Senhor Jesus, Tu és um Deus de ternura e compaixão.

Curaste os que Te procuravam aflitos e recomendaste:

‘Pedi e recebereis, batei e abrir-se-vos-á.’ Temos a certeza

de que estás sempre atento aos que Te suplicam com

fé e confiança.” Até aqui,tudo bem, mas continua:

“Nós Te pedimos, por intercessão de (...) que nos

concedas a graça da cura de (indicar o nome) para

glória do Teu Nome.”

O sistema das cunhas mudou. Já não se procura um santo

influente no Céu para obter uma graça divina. Pede-se a Deus

a promoção de uma pessoa da respectiva família religiosa, levando-a

a fazer um milagre que convença um tribunal científico

e teológico. É normal pedir socorro e agradecer, mas

não é preciso ser ridículo.

Com beatifi cações ou sem elas, o cristianismo considera

o ser humano como um valor eterno e não apenas

como um episódio da terra, na terra dissolvido por enterro

ou cremação

 



publicado por animo às 23:48
link do post | comentar | favorito

Sábado, 22 de Janeiro de 2011
PORQUE HOJE FOI SÁBADO

Desde o ano passado que não subia a Mação, ao meu querido Vale das Árvores, enrolado numa outonal sonolência que o Ti Avelino começou a abanar com as suas bem direccionadas e cirúrgicas podas, das videiras às macieiras, das hortensias às cerejeiras e figueiras.

Nele colhi laranjas, toranjas, tangerinas e alguns limões. Depois das extenudas regas de Verão, sinto que não me olha como um vilão.

Na casa do bisavô Luís fizemos as podas que as glicínias e as boganvílias há muito vinham reclamando.

No meio de um frio de rachar, podar, podar até deu para as mãos "amornar"!!!

 

Continuam as investidas de uns energúmenos sem rosto. Actuam pela calada da noite sabe-se lá a soldo de que mandantes.De facto, a construção do pequeno jardim veio incomodar alguns interesses instalados.Desde arranque de plantas, contaminação com águas gordurosas, arremesso de pedras à porta da adega, balões com água, passando pela colocação de detritos na fechadura da porta principal (por três vezes foi mudada a fechadura que, no presente, está inutilizada), a noite deste Sábado trouxe mais uma novidade na panóplia da desregrada selvajaria: a porta da adega foi brindada com uma chuva de ... ovos! Que se saiba, pela madrugada, os supermercados em redor não vendem ovos aquela hora. De onde terão vindo?

Diz-nos um vizinho, "não faça nada, nada diga, nada denuncie!!"

Sigo o conselho. Voltar à GNR, nem pensar. Para voltar a ouvir a desanimada confissão de alguém, lá dentro, " alguns até são filhos de gente importante, o que é que o senhor quer que a gente faça?!"

 

Um amigo de longa data aplaudia as recentes ausências:"Até que enfim que percebeste que isto não interessa nem ao Menino Jesus.Estou a acompanhar e a aplaudir o que andas a fazer em Lisboa..."

Interpelei-o contando-lhe os episódios atrás relatados e reafirmando-lhe que este amor por Mação corre nas artérias do meu coração. Não dá para estar afastado muito tempo. É um tipo de sangue que exige maçanica oxigenação!

antónio colaço

 

 

 

 

 

 

Em casa do bisavô Luis desmontou-se, finalmente, o Presépio!

 

E no jardim as podas desafiaram o frio! 

 

 

  

 

 

 

E no final do dia, a lareira rejubilou:ainda bem que aqui estou pronta para vos aquecer e.... aquecer-me!

antónio colaço



publicado por animo às 23:36
link do post | comentar | favorito

WEBANGELHO DE ANSELMO BORGES

 

Pe Anselmo Borges

In DN

Conviver com a natureza e os animais

 

Um amigo jesuíta, Juan Masiá, que vive há trinta anos no Japão, contou-me uma história muito significativa, passada numa paróquia japonesa. O missionário estrangeiro começou a notar que os paroquianos deixaram de frequentar a missa por ele celebrada. Intrigado, decidiu informar-se discretamente. Foi recebendo respostas evasivas, até que alguém ganhou coragem e lhe disse: "E por causa do gato." Achou estranho, embora se lembrasse de que uns meses antes tinha agarrado pelo rabo um gato vadio que andava pela cozinha e o tinha atirado contra a parede. No entanto, não via razão para o afastamento dos paroquianos. Quando tentaram explicar-lhe, disse-lhes, indignado: "Tanto esforço para ensinar-vos que o ser humano tem alma e os animais não e agora ficais chateados por causa da morte do gato, um animal irracional?!" Mas os cristãos responderam-lhe: "O problema não é a alma do gato, se tem ou não tem alma. O problema é você. Que terá no íntimo do coração, se foi capaz de a sangue frio esborrachar o gato contra a parede?"

Ainda se continua a escrever aqui e ali: "proibida a entrada de animais", "no animals", esquecendo que os seres humanos também são animais. É necessário tomar consciência de que a humanidade não se pode pensar isolada, pois fazemos parte da comunidade natural da vida, em relação com animais e plantas, respirando o mesmo ar, tendo a mesma exigência de alimentação e água, na mesma terra e sob o mesmo céu, o que implica, contra o monopólio antropocêntrico explorador e dominador, um paradigma holístico de existência.

O cristianismo é agora apresentado como sendo um dos responsáveis pelo antropocentrismo arrogante e pela crise ecológica, por causa da ordem de Deus aos seres humanos no Génesis: "Dominai a terra." Mas, como reconhecem os exegetas, trata-se de uma interpretação errada da Bíblia, já que o que lá se encontra nada tem a ver com domínio despótico, mas apenas com guardar e cuidar da Criação, contribuindo para o seu aperfeiçoamento responsável, no quadro de um desenvolvimento harmónico do conjunto de todas as criaturas. Aliás, a aliança de Deus, depois do dilúvio, simbolizada pelo arco--íris, inclui todas as criaturas.

Há dois extremismos a evitar. O antropocentrismo tecnocientífico moderno, que vê o homem fora da natureza e o coloca na posição de sujeito objectivante e explorador da natureza, como se esta não tivesse valor próprio e se reduzisse a um reservatório de energias a dominar. A chamada deep ecology, que invoca uma natureza divinizada, encerra o homem na totalidade naturalista, cósmico-biológica, esquecendo a sua singularidade única de pessoa.

Assim, independentemente do debate sobre os direitos dos animais, a analisar em artigo próximo, não há dúvida de que temos obrigações para com eles, concretamente quando se reflecte no seu sofrimento. São inadmissíveis a tortura e a crueldade bem como sofrimentos desnecessários. Neste contexto, é necessário pôr em causa, por exemplo, as touradas.

Mesmo Kant, que só reconhecia direitos às pessoas como fins em si, referiu a insensibilidade face aos animais como reveladora de desumanidade e anti-educativa, tendo escrito: "Aquele que se comporta cruelmente com os animais possui também um coração endurecido com os humanos", de tal modo que "se pode conhecer o coração humano a partir da sua relação com os animais". Admitiu alguma experimentação com animais, mas opôs-se à experimentação irresponsável, concretamente à vivissecção.

Sobre esta problemática lê-se no Tratado de Lisboa: "Na definição e aplicação das políticas da União nos domínios da agricultura, da pesca, dos transportes, do mercado interno, da investigação e desenvolvimento tecnológico e do espaço, a União e os Estados membros terão plenamente em conta as exigências em matéria de bem-estar dos animais, enquanto seres sensíveis, respeitando simultaneamente as disposições legislativas e administrativas e os costumes dos Estados membros, nomeadamente em matéria de ritos religiosos, tradições culturais e património regional

 



publicado por animo às 16:52
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011
PARABÉNS, JOSÉ CASTILHO,PRÉMIO DA ACADEMIA DA HISTÓRIA PATROCINADO PELA GULBENKIAN!

Foto:Reconquista.

 

Um amigo e antigo aluno dos seminários diocesanos de Portalegre e Castelo Branco, José Manuel Castilho, acaba de ganhar o Prémio da Academia da História, patrocinado pela Gulbenkian, com o trabalho, "Os deputados da Assembleia Nacional de 1935 a 1974", edição da Assembleia da República.

Estivemos esta tarde no Centro Cultural de Belém onde registamos a conversa que o Youtube, mais uma vez, ao fim de intermináveis horas aceitou!

Entretanto, o semanário Reconquista, de Castelo Branco, publica, hoje, uma entrevista com este nosso amigo.

Aqui ficam os links, quer da notícia, quer da entrevista (clica), com os agradecimentos a Júlio Cruz, chefe de Redacção do Reconquista, que amavelmente no-los antecipou.

Parabéns, Zé, outra vez!

antónio colaço

 



publicado por animo às 21:35
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011
ANDRÉ FREIRE:É PRECISO MAIOR PRESSÃO DOS ELEITORES SOBRE OS PARTIDOS PARA QUE SE ENTENDAM!(ACTUALIZAÇÃO)

 

Continuam as dificuldades para conseguirmos entrar no Youtube com o cozido à portuguesa do RES PUBLICA e o AAA-Animado Almoço Ânimo que hoje teve como convidado um interlocutor bem disposto,André Freire, sociólogo, agradavelmente sociável, e um politólogo que, pela primeira vez, se empenhou numa campanha política, no caso, a candidatura de Manuel Alegre.

Novos desafios que possam, um destes dia,  levá-lo a S.Bento?!

"Não creio", como fará questão em sublinhar, no final da conversa que se segue!

 

Como dissemos, está difícil conseguir editar a primeira parte.Nela questionámos o Prof Dr. André Freire sobre alguns dos aspectos globais do nosso quotidiano, o papel das elites, a renovação da classe política, a maior participação dos cidadãos eleitores - algumas das propostas concretas para a mudança que se deseja - a actual crise e seu enquadramento internacional, os desafios que esperam as novas gerações, o contributo das novas tecnologias, entre outros aspectos.

 

Assim, editamos, desde já, a segunda parte da longa conversa com André Freire e na qual analisamos a actual situação política, nomeadamente, o que pode acontecer no próximo domingo.

 

ACTUALIZAÇÃO (22.33!!!)

____________________________________

 

ANDRÉ FREIRE!

DA PEDAGOGIA DEMOCRÁTICA SOBRE AS COISAS BOAS QUE TEMOS

AOS CONTRIBUTOS  PARA MELHORAR AQUILO EM QUE AINDA FALHAMOS!

 

 A maior parte dos leitores ignora a dolorosa tarefa de conseguir editar no Youtube conversas que ultrapassem os 10 minutos!Para além do peso, em megabytes, da peça, o azar de uma inesperada queda de linha quando se esteve mais de duas horas à espera!!!

Tudo isto para dizer que só agora o animador de serviço conseguiu ouvir na íntegra a fascinante conversa com André Freire!

Um privilégio que podemos partilhar com todos mas, em especial, com alguns decisores politico-partidários que muito poderão aprender com a serenidade e clareza do discurso de André!

Obrigado, amigo!

antónio colaço

 

____________________________________

 

antónio colaço

 

 

 

 

 

 



publicado por animo às 15:49
link do post | comentar | favorito

ANDRÉ FREIRE, HOJE, NO RES PUBLICA. TEM ALGUMA QUESTÃO A COLOCAR-LHE?!

 

Como habitualmente, a possibilidade dos leitores da ânimo se "sentarem" à mesa, no RES PUBLICA (clique para ver as ementas desta semana!) com o nosso convidado deixando no nosso mail - ou, directamente, na ânimo/facebook - as questões que gostariam de ver abordadas.

 

Esta semana, André Freire, como sociólogo, vai ajudar-nos a retratar o Portugal de 2011, ele que nasceu a ...25 de Abril de 1961!Às portas de celebrar meio século de vida!

Uma pequena biografia que extraímos daqui:

 

"André Freire Nasceu em Lisboa a 25 de Abril de 1961. Fez a sua licenciatura em Sociologia, em 1995, na instituição onde actualmente é Professor Auxiliar no Departamento de Sociologia, e Investigador – o ISCTE. Prosseguiu os seus estudos numa outra instituição onde também é Investigador – o ICS-UL. Foi no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa que tirou o seu Mestrado em Ciências Sociais, em 2000, e o seu Doutoramento, quatro anos mais tarde, também em Ciências Sociais: Sociologia Política.

André Freire publicou vários livros e artigos sobre opinião pública, atitudes políticas, comportamentos políticos e eleitorais, sistemas eleitorais, elites políticas e sistemas partidários. Os seus artigos foram publicados, entre outras, em revistas académicas como Análise Social, Sociologia, European Journal of Political Research, West European Politics, The Journal of Legislative Studies, Portuguese Journal of Social Science."

 

André Freire é um entusiasta do Facebook.Por lá encontram as suas intervenções. Com ele abordaremos, também, alguns dos novos desafios que as novas tecnologias a todos colocam.

Para nós, desde já, esta magna questão:

-Redes Sociais ou ...Media de Proximidade?!

 

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 03:38
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011
LISBOAS

As imagens falam por si.

Da Lisboa dos esplendores à Lisboa dos horrores!

Em plena Avª Duque d'Ávila, a caminho da Defensores de Chaves onde nos esperava Sibertin Blanc, organista titular da Sé, e nosso professor de Canto Coral, nos anos 80, no Conservatório Regional de Tomar, um dos próximos convidados da ânimo!

E mais não dizemos, por agora!

antónio colaço

 

 

 

 

 

 

 

E o contraste, ali, face a face:

 

 

 

 

 

Um pouco mais à frente...outra pérola da moderna "caixotaria".

 

 

 Enfim, um...Outono total!!!!

 

 

 

antónio colaço



publicado por animo às 02:47
link do post | comentar | favorito

MAIS LOGO .UM MUSEU DO FERRO PARA COCHES DE MADEIRA.

 

 

 

  

 

antónio colaço



publicado por animo às 02:24
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011
PASTEIS DE BELÉM.DE PENHASCOSO PODIAM SER.PEDRO CLARINHA:A TRADIÇÃO É PARA MANTER!

 

 

 

À terceira foi de vez.

Pedro Clarinha recebe-nos no seu amplo e luminoso escritório, quase debruçado sobre o Tejo, e onde perpassa uma ligeira brisa polvilhada a pó de canela e açúcar de mais uma fornada dos estaladiços pasteis, a sair ali mesmo a seus pés.

Na rua, invariavelmente, intermináveis filas onde se misturam alemães, ingleses, portugueses,finlandeses, brasileiros... o mundo turístico de corpo inteiro, guloso, até mais não, ávido por embarcar para a pátria de origem com um dos mais apreciados e gostosos símbolos da marítima identidade: os Pasteis de Belém.

Depois da Pastelaria Suiça, outrora nas mãos do envendense Luis Ganhão Pereira, a vez, hoje, para uma das mais notórias "galinha dos ovos de ouro" que parece resistir a todas as crises, com os seus mais de 160 empregados!

À frente dos destinos desta Pastelaria, Pedro Clarinha, sabe que a tradição da família não vai morrer pois o filho e um sobrinho asseguram a continuidade do "segredo" dos estaladiços pasteis!

  

 

Não são muitas as memórias de infância de Pedro sobre o Penhascoso, tendo em conta que nas férias, a contragosto, o seu Pai fazia questão de o "arrancar" às calidas águas do Açgarve onde vivia.

Cremos, mesmo, que depois desta conversa - alô, Valter Marques, jovem Presidente da Junta de Freguesia de Penhascoso - Pedro Clarinha possa seguir o nosso conselho e enviar para as Festas de Verão uma fornada dos rentáveis pasteis, quiçá, ajudando a angariar fundos, para, quem sabe - do facto lhe demos conta - ajudar a recuperar pelo menos um dos três moínhos dos cabeços de Penhascoso!

antónio colaço



publicado por animo às 18:38
link do post | comentar | favorito

MATINAS

 

Repara no friso de pombos que Te aguardam pela manhã, sendo que para Ti não há manhã ou entardecer.

Tu És a Luz.

É por isso que, mesmo que não te aguarde, fiel, como os pombos, não deixo que deixes de brilhar em mim.

Percebes porque tenho vindo menos vezes à janela.

Obrigado.

antónio colaço

 



publicado por animo às 09:16
link do post | comentar | favorito

Sábado, 15 de Janeiro de 2011
DOS PARABÉNS PARA TODOS À CRIAÇÃO DO CONCEITO DE REDES DE PROXIMIDADE!!!

 

A TODOS OS QUE ENVIARAM PARABÉNS,ENVIO PARABÉNS PARA TODOS EM..."GAITA DE BEIÇOS"!!!
A minha prenda é, também, a proposta para que as chamadas "Redes Sociais" passem a chamar-se REDES DE PROXIMIDADE!
Assim, quando me perguntarem "Mas o senhor é jornalista..... de quê?!" responderei:
-Jornalista da ânimo, um MEDIA das REDES DE PROXIMIDADE!
Porque hoje é dia de aniversário, não há tempo para desenvolver mais e melhor o conceito.
Mas, na semana em que vamos ter como convidado, ANDRÉ FREIRE, estas, e outras questões da Sociologia dos nossos dias, não deixarão de ser melhor analisadas por quem sabe.
 
Obrigado, outra vez!

antonio colaço
  


publicado por animo às 14:37
link do post | comentar | favorito

DE OLEIROS (MOSTEIRO) PARA A (PASTELARIA) SUIÇA. LUIS ROXO,84 ANOS,A ADOÇAR-NOS OS DIAS

Voz amiga segredou-nos:e o que me diz ao facto de tanto a Pastelaria Suiça como os Pasteis de Belém serem propriedade de maçanicos?!

Convenhamos que não é todos os dias, chauvinismos e bairrismos bacocos à parte, que nos cai uma notícia destas na redacção.

Queríamos, muito, editar as duas agendadas conversas.

 

A tardia edição da peça anunciada, ontem, deveu-se ao facto de, por motivos de doença, não nos ter sido possível chegar à fala com Pedro Clarinha, o penhascosense que tem na mão todos os segredos dos famosos Pasteis de Belém.A conversa ficou agendada para segunda-feira.

 

Assim, para não fazer esperar mais os leitores, decidimos iniciar a publicação da reportagem com Luis Fausto Roxo, o actual proprietário da Pastelaria Suiça, originário do lugar de Mosteiro, Oleiros.

Foi ele quem sucedeu ao maçanico Luis Pereira Ganhão, natural de Envendos, Mação, o qual durante muitos anos liderou grande parte da transformação da "Casa Suissa" na moderna Pastelaria que hoje conhecemos.

Luis Roxo, então empregado de Luis Ganhão, com quem aprendeu tudo o que sabe, como nos dirá, não deixou que o sucesso da Pastelaria Suiça ficasse pelo caminho.

 

Antes da gravação da conversa, Luiz Roxo, um jovem quase a fazer 84 anos, levou-nos ao outro lado da Pastelaria, as suas caves apetrechadas com a mais moderna maquinaria e onde se confeccionam refeições e toda a mais diversificada pastelaria que nos surpreende à mesa do café. Um ambiente quase a relembrar-nos Kosturica!Uma outra visita, só por si, e que não deixaremos de fazer um destes dias!

Longa vida, mestre Roxo!

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 02:16
link do post | comentar | favorito

MATINAS / WEBANGELHO DE ANSELMO BORGES

 

 

Pe Anselmo Borges

In DN

O BISPO NO CASINO

 

 

Os casinos, que, pela sua natureza, andam ligados ao jogo, também podem ir além e tornar--se espaços de debates profícuos. Prova disso está o Casino da Figueira da Foz, que, ao longo de 2009 e 2010, foi palco desses debates, à volta de grandes questões, com figuras cimeiras, da literatura à política, da história à filosofia, da economia à teologia.

A última tertúlia, em Dezembro, teve como tema questões sociais e solidariedade, e o conferencista foi Carlos Azevedo, bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social.

Já na segunda parte, ousei perguntar-lhe, utilizando uma via mansa: "Dizem as más línguas que as Faculdades de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa (UCP) seguem uma orientação teórica mais no sentido de um capitalismo neoliberal do que propriamente mais social." E ele, inesperadamente, tanto mais quanto também foi vice-reitor da Católica: "Eu também ouço essas más-línguas. Os meus ouvidos têm escutado esses comentários, o que deve levar a fazer crer que algum fundamento existe." Questionado por Fátima Campos Ferreira sobre se a Doutrina Social da Igreja não é aplicada nos cursos de gestão da UCP, respondeu: "Pelos vistos, não." Há uma cadeira que trata disso, "mas é capaz de ser uma cadeira um bocadinho isolada do resto".

Fátima Campos Ferreira observou que a UCP, neste domínio, se encontra no topo dos rankings. Carlos Azevedo retorquiu: "Foi dado o Prémio Nobel da Economia a gente que defendeu as teorias que agora são a causa da nossa desgraça. Portanto, não admira que também possa ser apreciado um certo tipo de gestão selvagem. Nem sempre o Prémio Nobel é razão de apreço ético quanto às consequências para o futuro. Mas sabemos que muitas Faculdades e também as da Católica, do ponto de vista da Gestão, foram numa perspectiva que era a onda."

Evidentemente, há a libertas academica, que é necessário respeitar, mas torna-se urgente uma conversão ao Evangelho. De facto, "estamos a ver, neste momento, que esse tipo de gestão não tem em conta a globalidade do desenvolvimento, o desenvolvimento integral, tem em conta apenas o lucro. E, de facto, as empresas, quando contratam esses gestores, exploram ao máximo, despedem quanto é preciso. São ferozes em dimensões humanistas. Não é esse tipo de gestores que respeita a Doutrina Social da Igreja".

E sublinhou o que já várias vezes aqui também tenho repetido: que o centro da economia e da política tem de ser a pessoa humana; que o primado é do ser e não do ter; que o trabalho é um bem escasso, que é preciso saber partilhar; que criámos uma sociedade irracional do consumo sem limites, que acaba por consumir-nos no stress, no sem sentido, na desumanidade.

Já depois da tertúlia, fui ver o filme-documentário sobre a crise: Inside Job. Lá está como a ganância dos especuladores sem regulação nos colocou à beira do abismo. O mais perverso: como professores prestigiados de Economia ensinaram teorias, não em função da cientificidade, mas dos seus interesses pessoais económico-financeiros.

Hoje, também por causa das novas tecnologias, é mais fácil aquela distinção a que já Martinho Lutero se referiu, há 500 anos, num sermão célebre (tradução um pouco livre): "Quando olhamos para o mundo hoje através de todas as camadas sociais, constatamos que não passa de um grande, enorme covil de ladrões... Aqui, seria necessário calar quanto aos pequenos ladrões particulares, para atacar os grandes e violentos, que diariamente roubam não uma ou duas cidades, mas a Alemanha inteira... Assim vai o mundo: quem pode roubar pública e notoriamente vai em paz e livre e recebe aplausos. Em contraposição, os pequenos ladrões, se são apanhados, têm de carregar com a culpa, o castigo e a vergonha. Mas os grandes ladrões públicos devem saber que, perante Deus, são isso mesmo: os grandes ladrões."

Desgraçadamente, o que Lutero disse, há 500 anos, referindo-se à Alemanha, continua válido para todo o mundo hoje, também em Portugal.

_______________________________________

 

MATINAS 

 

 

 

Obrigado, por estas 59 oportunidades de continuar a viver.

Obrigado, pela descoberta das LISBOAS de Lisboa em que não páro de apostar.

Obrigado, pelas pessoas que não páram de me surpreender.

Obrigado, pela Tua Iluminação, para que não páre, não!

 

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 02:11
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011
LISBOAS . PASTELARIA SUIÇA E PASTÉIS DE BELÉM SÃO DE MAÇÃO E DE MAIS NINGUÉM?!

 

E se um dia lhe dissessem que a Pastelaria Suiça e os Pastéis de Belém, dois ícons de excelência da Lisboa dos nossos dias, tiveram ou têm, ainda, na sua longa história, a presença de dinâmicos maçanicos?!

 

 

 

 

 

 

 

A ânimo vai contar-lhe tudo amanhã!

antónio colaço



publicado por animo às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011
GUILHERME D'OLIVEIRA MARTINS:HÁ DESENCANTO NOS MAIS NOVOS.PRECISAMOS DE ATRAIR OS MELHORES PARA A VIDA POLÍTICA

 

Dentro de momentos!

 

Guilherme d'Oliveira Martins, o convidado de hoje dos AAA-Animados Almoços da Ânimo, no RES PUBLICA, comenta, também, os resultados alcançados esta manhã com a venda da dívida portuguesa adiantando:

 

"É PRECISO FALAR MENOS PARA REFORÇAR OS INSTRUMENTOS E MECANISMOS DE CONFIANÇA!

MAIS EUROPA E MAIS SOLIDARIEDADE EUROPEIA! MENOS EGOÍSMO E MAIS COORDENAÇÃO!"

 

"É PRECISO APERFEIÇOARMOS A BOA UTILIZAÇÃO DOS DINHEIROS PÚBLICOS!"

 

Neste almoço, Guilherme d'Oliveira Martins tomou a iniciativa de estreitar as relações entre a ânimo e o CNC-Centro Nacional de Cultura e para breve é possível pensarmos em iniciativas comuns!

 

antónio colaço

 



publicado por animo às 18:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

DA ARTE E DOS ESPAÇOS INE...

OBRIGADO, MANUEL

ANTONIO COLAÇO NO "VOCÊ N...

PE ANSELMO BORGES NOS ANI...

ANA SÁ LOPES NOS AAAANIMA...

ANA SÁ LOPES NOS ANIMADOS...

O OUTRO LADO DO AAANIMADO...

LISBOAS

CHEF PEDRO HONÓRIO OU AS ...

BALANÇO FINAL . JOAQUIM L...

REGRESSARAM OS AAANIMADOS...

IN MEMORIAM ANTÓNIO ALMEI...

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

arquivos

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds