Terça-feira, 6 de Dezembro de 2011
VÉSPERAS

Traseiras da Tristão Vaz,Restelo.

Obrigado, por mais um dia.

Como vês, onde quer que Te despeças,despeço-me de Ti.

Sei que tens mil sonhos para sonhar.

Que o meu não Te faça despertar!
Até amanhã!

antónio colaço



publicado por animo às 23:23
link do post | comentar | favorito

LISBOAS

Jardim da Parada, Campo de Ourique,esta tarde.

Os sinuosos caminhos do amor!
Ou, de como já me sinto tão apaixonado pelas tarefas que me esperam....(ei, ei, nada de confusões, o animador de serviço não vai abrir nenhum consultório sentimental para pombinhos desavindos!!!)

Banco de pedra partido frente ao Palácio da Ajuda, sede, entre outros do IPPAR!

ÉPARRANJAR!!! ÉDOIPPAR!!!

Quem Ajuda a Ajuda?!

Rua Tristão Vaz, ao Restelo.

Lágrimas.


Jardim da Parada,Campo de Ourique.

Os "Cinco na Casa do Lago"!

Jardim da Parada, Campo de Ourique!

Os patos:"Pessoal, bora jogar uma suecada, perdão, uma patada ali comó pessoal reformado!!"

antónio colaço 



publicado por animo às 23:23
link do post | comentar | favorito

A FALA DAS GAVETAS . escreve Rogério Carvalho

NR-Rogério, não quis distrair com outras nuvens!Estas são do Tejo de hoje e que te passa aí bem perto, nas apertadas - dolorosas?! -Portas de Ródão.Espero que gostes e que continues a cavalgar, para nosso privilégio, nessa tua alada e sempre tão criativa folha!

 

AS NUVENS

             

Sonhei com as nuvens de vento. A pessoa que me criou dividia as nuvens em duas categorias: as de chuva, que vinham carregadas de água e que a deixavam tombar para o solo quando lhes apetecia (nunca especificou o processo da sua precipitação), e as do vento que, em vez de chuva traziam os ventos lá dentro.

 

Explicava-me as diferenças: enquanto nas primeiras eram evidentes as suas formas sólidas, sem que se observassem alterações de monta nos seus volumes acastelados devido ao facto de virem muito pesadas com o peso da água, as segundas estavam constantemente a mudar de forma porque os ventos que as insuflava forçava-as por todos os quadrantes, tal como um balão irregular, e por isso estas nuvens deformavam-se sem parar.

 

Era por isso que, em questão de segundos, num passe de mágica, mudavam os seus fantásticos contornos; umas vezes assemelhavam-se a torres imensas, e logo a seguir pareciam-se com um cavalo a galope, depois com um elefante trombudo, e por fim, com a cabeça de um coelho com as orelhas a abanar.

 

Passado um certo tempo o vento conseguia romper aquele envoltório, e desatava a correr, primeiro por cima dos telhados, depois descia ao nível das ruas e percorria-as, canto por canto, e por fim infiltrava-se pelas frinchas das janelas para se pôr a assobiar no interior dos quartos escuros. Era assim o vento. E as nuvens eram o contentor onde se faziam transportar.

 

Como o inverno estava carregado de nuvens, eu passava o tempo a catalogá-las segundo a tipologia que a minha madrinha construíra.  Não era eficaz, mas era engenhosa. Não sei se funcionava, mas ainda hoje sonho com ela, e com elas, com as nuvens de vento que enchiam a linha do horizonte com as suas formas fantásticas coloridas ora de cinzento, ora de negro, com pinceladas róseas aqui e além.

 

Nessas nuvens voa ainda a minha imaginação, sentada à proa de um tapete voador, que desliza pelos ares como uma folha ao vento.

Rogério Carvalho 

 



publicado por animo às 09:46
link do post | comentar | favorito

MATINAS

...... e, de repente, parece que as poucas mas afortunadas nuvens que se juntaram para assistirem a este milagre de todos os dias.....

 

e, de repente, parece que as poucas mas afortunadas nuvens que se juntaram para assistirem a este milagre de todos os dias explodem numa incendiada mas tão breve alegria que a todos contagia.

Tudo parece estar pronto.

Chegou a última gaivota ainda a tempo de poisar no privilegiado telhado....

 

Ei-Lo!
O céu vai voltar a fechar-se, sei do que vejo e falo, o Inverno impõe o seu ritmo, só por isso torna-se obrigatória esta tão silenciosa quanto extasiada presença em que o Infinito como que, sem paradoxos ou contradições de qualquer espécie, deixa que espreitemos lá bem para dentro de Si!
Uma nesga de Infinito todas as manhãs de Inverno?
Só aqui na ânimo!!!!
Obrigado!

antónio colaço

 



publicado por animo às 09:45
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2011
VÉSPERAS


De que serão feitos os meus novos dias tão carregados de fascinantes desafios se me afiguram?
ânimo/blog continuará a ter lugar na minha vida, ou, a minha adivinhada nova vida continuará a ter lugar na ânimo/blog?
Mais do que legítima preocupação, interessa-me continuar a afirmar o principio de que não vivo para blogar, blogo porque vivo.
Vivo os primeiros instantes de desafios acabados de se me colocarem.
Obrigado,G.
antónio colaço



publicado por animo às 23:53
link do post | comentar | favorito

LISBOAS.especial

Foto.Gonçalves Zarco,o navegador que me esperou à saída, esta tarde, do autocarro 727.Um autocarro carregado de sonhos prestes a tornarem-se realidade.

 

 

De que serão feitos os meus novos dias tão carregados de fascinantes desafios se me afiguram?
ânimo/blog continuará a ter lugar na minha vida, ou, a minha adivinhada nova vida continuará a ter lugar na ânimo/blog?
Mais do que legítima preocupação, interessa-me continuar a afirmar o principio de que não vivo para blogar, blogo porque vivo.
Vivo os primeiros instantes de desafios acabados de se me colocarem.
Obrigado,G.
antónio colaço

Duas gaivotas prestes a voar, mas...vigilantes,Gui.

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 23:52
link do post | comentar | favorito

WEBANGELHO SEGUNDO FREI BENTO DOMINGUES

Soma e segue a forma em que se encontram os nossos webaNgelistas Anselmo, ontem, e Bento,hoje, aqui e agora (quer dizer, no DN e no Público, com a devida vénia).

Conseguem, nesteS conturbados dias em que vivemos, de "verdades" tão "soberanas"quanto as dívidas, perdão, as dúvidas sobre as dívidas que proclamam, conseguem, dizíamos, lançar um raiozinho de luz nos nossos amedrontados corações.

Corações amedrontados e, por isso mesmo, impedidos de se revoltarem e conseguirem impor a verdade do coração, aquela que palpita no coração de cada um de nós e que, de uma vez por todas, nos deve irmanar na luta por melhores e mais equitativos dias.

Dias de Alegria PARTILHADA.

Dias de RIQUEZA (espiritual e  "MATERIAL") PARTILHADA.

 

"A insistência em que não há alternativa é uma conhecida retórica para matar qualquer possibilidade de discussão séria e de diálogo profundo e frutuoso.É a linguagem da imposição,de criados obedientes às ordens da especulação financeira e dos seus tutores, das sempre invocadas exigências dos mercados."

 

Fale, Frei Bento:

 

Faz duplo clique para obter leitura mais ampliada!

Obrigado

antónio colaço



publicado por animo às 10:07
link do post | comentar | favorito

MATINAS

 

"As certezas,para serem saudáveis, precisam de abrigar interrogações que as não deixem estabelecer-se como definitivas e irreformáveis."
(Frei Bento, aqui mais acima).


Hoje, sem o esplendor dos outros dias - eu bem Te vi pela fisga da janela, Sol, mas o bem-bom do lençol foi mais forte dado o cansaço dos últimos e emocionantes dias - aqui fica este Tejo e estas nuvens com uma "certeza":

Tu estás sempre por perto anichado numa qualquer nuvem que te entretenha o dia!
Obrigado.

 

antónio colaço

 



publicado por animo às 10:05
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Dezembro de 2011
O CÉU NAS PONTAS DOS PÉS.

NOVA IGREJA DE S.FRANCISCO XAVIER.
Hoje, na segunda missa celebrada na nova igreja,ao Ofertório uma fabulosa bailarina (aguardamos identificação)irrompe pelo corredor central e surpreende pela criatividade do seu gesto.

Mais uma vez, apenas um pequeno excerto em vídeo desta inovadora "intervenção litúrgica".

Obrigado.

antónio colaço

 



publicado por animo às 23:45
link do post | comentar | favorito

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

Pe Anselmo Borges

 

NEM EVA, NEM ADÃO NEM PECADO ORIGINAL

IN DN,ontem

 

O que de modo grave infectou o cristianismo foi a doutrina infausta do pecado original. Escreveu o grande historiador católico Jean Delumeau: "Não é exagerado afirmar que o debate sobre o pecado original, com os seus subprodutos - problemas da graça, do servo ou livre arbítrio, da predestinação -, se converteu (no período central do nosso estudo, isto é, do século XV ao XVII) numa das principais preocupações da civilização ocidental, acabando por afectar toda a gente, desde os teólogos aos mais modestos aldeões. Chegou a afectar inclusivamente os índios americanos, que eram baptizados à pressa para que, ao morrerem, não se encontrassem com os seus antepassados no inferno. É muito difícil, hoje, compreender o lugar tão importante que o pecado original ocupou nos espíritos e em todos os níveis sociais. É um facto que o pecado original e as suas consequências ocuparam nos inícios da modernidade europeia o centro da cena mundial, sem dúvida muito atribulado."

Quando se fala em pecado original, é necessário atender ao seu significado. A língua alemã, precisa como é, distingue entre Ursünde (o pecado originário) e Erbsünde (o pecado herdado). O autor principal do pecado original enquanto herdado foi Santo Agostinho. Para explicar o mal, também o sofrimento e a morte, postulou que no pecado de Adão e Eva todos pecaram e não hesitou em deixar cair no inferno as crianças sem baptismo.

Neste contexto, Santo Anselmo, no quadro jurídico da doutrina da satisfação, ensinou que só a morte de Cristo na cruz podia pagar a dívida infinita da culpa do pecado. Só a morte do Filho podia aplacar a ira de Deus e reconciliá-lo com a Humanidade.

Jesus, porém, não falou em pecado original.

Depois, com a doutrina da evolução, como era possível conceber o pecado dos primeiros seres humanos (quem foram os primeiros?), ainda em processo de humanização, um pecado tal que tinha transformado a natureza das coisas?

Foi Hegel que viu bem: o que se chama pecado original não é senão uma metáfora para indicar a passagem da animalidade à humanidade, da saída do paraíso da inocência da inconsciência e da fusão com a natureza à consciência de si e da mortalidade: se comerdes da árvore do bem e do mal (como podiam pecar, se ainda não sabiam do bem e do mal?), sabereis que estais nus (cada um é ele mesmo, ela mesma, separados e já não fundidos com a natureza) e que sois mortais.

Agora, é Armindo Vaz, professor da Universidade Católica, que, numa obra de profunda e ampla investigação - Em vez de "história de Adão e Eva": O sentido último da vida projectado nas origens - vem esclarecer a problemática do Génesis, capítulos 2-3.

Evidentemente, só posso deixar algumas proposições inevitavelmente fragmentárias.

1. Trata-se de um mito de origem, e os mitos de origem são etiológicos, pretendem, projectado nas origens, "compreender, interpretar, dizer o sentido último, antropológico/religioso, das coisas da vida por meio da fé". 2. Adão e Eva não existiram: são personagens míticos e não históricos. 3. O "paraíso terreal" é o "pomar da várzea"; o que existe para a fé é, em esperança, o "paraíso celeste". 4. Com Adão e Eva, pretende-se exprimir a existência complementar do homem em relação com a mulher e vice-versa. 5. A nudez não é passível de interpretação sexual; o abrir-se dos olhos pelo conhecimento do bem e do mal é o evoluir do ser humano da incivilização para a civilização e a cultura. 6. Como se pode falar em pecado ou mal moral, se ao cometer a "transgressão" o Homem ainda não gozava de "conhecimento", que só adquire precisamente no acto de "comer" o fruto proibido? 7. Com o motivo da "árvore da vida", afirma-se que não pode viver para sempre, porque a imortalidade é prerrogativa exclusiva de Deus: o Homem não pode ser como Deus. 8. Não há ligação entre mal moral e mal natural.

Concluindo, o que este mito pretende é ligar os aspectos do mundo a uma Origem ou a um Criador divinos. Deus é apresentado como sentido último de tudo o que existe.

Pe.Anselmo Borges

 

 

COMENTÁRIO

Mais um dos tão necessários e urgentes passos de desconstrução de ideias feitas que nos inculcaram e a que muitos ainda se sentem agarrados.Tão agarrados que se autopenalizam a si proprios e aos outros impossibilitando a Luz do Espírito de se fazer Serenidade, Beleza, Amor, instrumentos tão preciosos para nos tornar os dias mais leves e bem loooonge de uma ideia, ou várias ideias de pecado que nos impediram de viver o bom bocado que esta vida é!!
Obrigado Pe Anselmo e...venham mais "bocados" destes!
Um verdadeiro bocado de paraiso na terra.
Como Deus quis e nós tardamos em ver.

antónio colaço

 



publicado por animo às 17:14
link do post | comentar | favorito

MATINAS

Hoje,em tempo de VÉSPERAS,e na impossibilidade de acertar os passos do dia com os passos da ânimo, aqui fica o Sol que irrompeu das nuvens pela manhãzinha -07.33 - e uma hora depois se recolheu, como quem apareceu apenas para deixar um abraço, ou um pedaço de sol no regaço.
Obrigado, Irmão Sol.

antónio colaço



publicado por animo às 17:10
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Dezembro de 2011
LISBOAS.A NOVA IGREJA DE S.FRANCISCO XAVIER.REZAR, COMO QUEM NAVEGA,É PRECISO

O título do texto diz tudo!

Para o animador de serviço o privilégio de ter feito parte de uma vasta equipa, por amigável desafio do meu querido amigo Manuel Pires Antunes, que conseguiu pôr de pé, em menos de duas semanas e três ensaios, aquilo que pode vir a ser o embrião de um novo coro para animar as celebrações da nova Igreja de S.Francisco Xavier.

Conseguimos.

Estamos todos de parabéns.

Para nós, pessoalmente, a alegria de poder elevar aos céus, a partir de um pequeno órgão, os sons que nos ajudam a tornar a Eucaristia uma Festa, na linha do que dizia o Mestre "onde dois ou três se reunirem em meu nome, Eu estarei no meu deles!" 

2

As imagens que antecedem o pequeno vídeo com o Avé Maria entoado por ....e captado, parcialmente, devido a um problema de última hora na nossa modesta camera (a precisar de reforma, sim mas....).

 

 

 

 



publicado por animo às 23:35
link do post | comentar | favorito

MATINAS

Lisboa,07.33.

07.35

07.37

Bateste de mansinho à minha janela...."estou quase a chegar, vem, quero que ME venhas esperar..
Aqui me tens inteirinho.

Para que comigo possas CONTAR".
Obrigado
antónio colaço



publicado por animo às 08:07
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011
VÉSPERAS.ESPECIAL

Um pôr-do-sol como há muito não víamos!Por sorte, passávamos por ali!

 

Habituado a ver-te nascer, ali bem a meus pés, quem me diria que, hoje, neste final de tarde, neste final de dia em que as boas notícias se atropelaram com notícias menos boas, como a daquele meu amigo a quem está declarado algo de menos bom - amigo, conta com o nosso ânimo para tornar mais forte o teu! - quem me diria, digo, que me reservavas o esplendor desta tua despedida.
Como sempre sinto-Te cansado mas... feliz.
Leva contigo a minha extasiada e partilhada alegria e, amanhã, cá estaremos para Te receber de braços, perdão, de olhos bem abertos.
Obrigado.
antónio colaço

 

 



publicado por animo às 23:48
link do post | comentar | favorito

LISBOAS

 SEM PALAVRAS

Criativas as troikianas iluminações de Natal do Chiado, este ano.

 

Nesta imagem ....

....há uma mulher que desafia quem passa com a sua garrafa de vinho....

 

...e um poeta que desafia a inspiração da lua.

 

antónio colaço



publicado por animo às 23:27
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

DA ARTE E DOS ESPAÇOS INE...

OBRIGADO, MANUEL

ANTONIO COLAÇO NO "VOCÊ N...

PE ANSELMO BORGES NOS ANI...

ANA SÁ LOPES NOS AAAANIMA...

ANA SÁ LOPES NOS ANIMADOS...

O OUTRO LADO DO AAANIMADO...

LISBOAS

CHEF PEDRO HONÓRIO OU AS ...

BALANÇO FINAL . JOAQUIM L...

REGRESSARAM OS AAANIMADOS...

IN MEMORIAM ANTÓNIO ALMEI...

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

arquivos

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds