Sábado, 6 de Junho de 2015
WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

18313714_2tdsj.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pe Anselmo Borges

In DN
A GEOESTRATÉGIA DE DEUS

Na sequência dos trágicos acontecimentos de Paris, o jornal australiano Weekend Australian publicou um desenho com humor sábio. Intitula-se "Rezemos". Jesus segura o Alcorão e diz a Maomé: "Já te disse que o Alcorão precisa de um segundo volume, como nós temos o Antigo Testamento seguido do Novo Testamento." Maomé, que segura um jornal declarando em letras garrafais: "O mundo em guerra", atira a Jesus: "Ir lá abaixo, à Terra, escrever o segundo volume? Seria crucificado."

No contexto do meu livro Deus ainda Tem Futuro?, realizei recentemente, no Porto, um debate, com a participação do general Ramalho Eanes e do eurodeputado Paulo Rangel, sobre o tema em epígrafe: "A geoestratégia de Deus".

A geoestratégia de Deus pode ser vista no enquadramento do genitivo subjectivo, isto é, no sentido de perceber qual é a geoestratégia que Deus tem. Ora, olhando para o Novo Testamento, percebe-se que essa geoestratégia, a partir de Deus, é o amor, a compreensão universal entre todos, na justiça e na paz, a plena realização da humanidade, o Reino de Deus.

Mas há a geoestratégia de Deus, no sentido do genitivo objectivo, isto é, o que os homens querem e fazem de Deus no mundo globalizado, na geopolítica, nas suas geoestratégias, para defenderem os seus próprios interesses. De que modo entra a religião/religiões nesta geoestratégia? Como são utilizadas para defender, salvaguardar e legitimar interesses que não são os do Deus do amor de toda a humanidade? Pensou-se e pensa-se frequentemente que as religiões são apenas do foro privado, mas percebe-se cada vez mais claramente que há influências da economia, da política, da finança, do território e sua expansão, da geopolítica na religião/religiões e na concepção de Deus e, por sua vez, destas na economia, na finança, na geopolítica...

Vivemos num mundo global, multicultural e multi-religioso. O princípio "tal país, tal religião" foi abalado pelas migrações e outros factores. Como vamos viver em paz neste novo mundo? Porque há transformações, mesmo ao nível dos números: por exemplo, em 1900, o cristianismo representava 35% da humanidade; nessa altura, os muçulmanos eram 12%, mas hoje representam mais de 20% e o seu número aproximar-se-á cada vez mais do dos cristãos: passarão de 1600 milhões em 2010 para 2200 milhões em 2030, portanto, 26,4% dos habitantes do mundo. Na reconfiguração do planeta, que papel está reservado às religiões?

Ninguém minimamente atento, com alguns conhecimentos de história, ignora que vivemos num mundo extremamente complexo e perigoso. O Papa Francisco falou mesmo já da III Guerra Mundial em curso, embora por fases, em episódios.

A Europa mergulhou numa crise profunda e o seu maior problema é que não sabe o que quer e para onde vai. E não é só a crise grega. Ele há sobretudo a Ucrânia, a incompetência da União Europeia e dos Estados Unidos e Vladimir Putin e toda a sua estratégia de desestabilização da Europa, com gravíssimas consequências - não se deve esquecer que a Grécia e Chipre seguem o cristianismo ortodoxo, intitulando-se Moscovo a Terceira Roma.

O Médio Oriente continua a ser um dos focos mais explosivos da conflitualidade global. O autoproclamado Estado Islâmico acentua a sua desumana barbárie de terror: degolar, violar, acabar por todos os meios com as minorias cristãs e outras, arrasar, em nome da sharia, o património cultural milenar que vai até à antiga Nínive. Com focos terroristas em várias zonas - Iraque, Síria, Líbia, Nigéria...-, para algum mundo islâmico radical, a que não são alheios, de modo subtil e complexo, países como a Arábia Saudita - quem paga mesquitas no Ocidente e promove aí a natalidade entre mulheres muçulmanas? -, o objectivo pode mesmo ser chegar a Madrid e a Roma, matar o Papa.

Na reconfiguração da geopolítica, que significado tem que, dentro de poucos anos, o país do mundo com maior número de cristãos seja a China? Os seus dirigentes vão dizendo que querem restabelecer relações diplomáticas com o Vaticano. O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Parolin, quer desbloquear a questão nevrálgica das ordenações de bispos, oferecendo um acordo como o que vigora no Vietname: a Santa Sé apresenta o seu candidato ao governo e, se este o não aprova, apresenta outro e assim sucessivamente até haver um consenso. A nova fronteira do cristianismo: a Ásia, e Francisco poderá visitar Pequim.

Outras perguntas. Deverá a Turquia entrar na União Europeia? Que significado terá o aumento crescente dos evangélicos fundamentalistas?

A actividade diplomática de Francisco - está hoje em Sarajevo - tem sido intensa e profícua. Do que não há dúvida é que o diálogo inter-religioso tem importância decisiva. É de saudar que as Nações Unidas convoquem uma reunião dos líderes das religiões mundiais para a promoção da reconciliação, da justiça e da paz no mundo.

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.



publicado por animo às 18:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

DA ARTE E DOS ESPAÇOS INE...

OBRIGADO, MANUEL

ANTONIO COLAÇO NO "VOCÊ N...

PE ANSELMO BORGES NOS ANI...

ANA SÁ LOPES NOS AAAANIMA...

ANA SÁ LOPES NOS ANIMADOS...

O OUTRO LADO DO AAANIMADO...

LISBOAS

CHEF PEDRO HONÓRIO OU AS ...

BALANÇO FINAL . JOAQUIM L...

REGRESSARAM OS AAANIMADOS...

IN MEMORIAM ANTÓNIO ALMEI...

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

arquivos

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds