Sábado, 16 de Abril de 2016
WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO BORGES

 

18313714_2tdsj.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pe Anselmo Borges
In DN 16.4

A ALEGRIA DO AMOR 1

 

1- Era um texto muito aguardado do Papa Francisco. Depois de dois Sínodos, em 2014 e 2015, sobre a família, antecedidos de algo inédito - Francisco quis saber, com consultas em todo o mundo, o que pensam os católicos sobre as problemáticas relacionadas com a família, desde a crise profunda que atravessa às uniões entre pessoas do mesmo sexo e à possibilidade da comunhão para os divorciados recasados -, o Papa teria a última palavra, num documento seu, tendo em conta os resultados dos Sínodos. Acaba de ser publicado, com o belo título A Alegria do Amor. Uma Exortação Apostólica, com mais de 200 páginas e 325 pontos. O seu fio condutor é a misericórdia, ao encontro das pessoas em dificuldade. Não muda a doutrina, mas exige uma nova pastoral, de tal modo que o cardeal W. Kasper não se sentirá completamente defraudado ao ter previsto que "o documento assinalará o início da maior revolução na Igreja dos últimos 1500 anos".

 

 

O texto vai requerer hermenêutica adequada, tanto mais quanto se trata de uma Exortação aberta ao futuro e que teve em conta reacções acesas, com ameaça de cisma na Igreja. Francisco, sem se negar a si próprio, convoca para a urgência de seguir o Evangelho, mas sabe que o seu ministério é de unidade na Igreja e não de divisão, e, por isso, apela à compreensão, considerando novos caminhos pastorais, as diferentes culturas e sensibilidades, em "precioso poliedro". Terão bispos e padres aquela atitude de pastores bons que anima Francisco, mais atento ao Evangelho e às pessoas do que ao Código de Direito Canónico e à rigidez da doutrina?

2- Para se perceber a delicadeza das questões com que Francisco se confronta é importante conhecer a entrevista, aliás inteligente, dada pelo cardeal Gerhard L. Müller, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, ao director da Biblioteca de Autores Cristianos, de Madrid, com o título "Informe sobre la esperanza", publicada pouco antes da Exortação, tão extensa como ela e com a pretensão de lhe dar a interpretação oficial. Deixo aí teses centrais referentes a estes temas: "deriva-se da Sagrada Escritura a desordem intrínseca dos actos homossexuais, por não procederem de verdadeira complementaridade afectiva e sexual. Trata-se de uma questão muito complexa, pelas muitas implicações que emergiram com força nos últimos anos"; "a ideologia de género pretende inculcar a ideia de que não existe uma natureza da pessoa humana que a determine a ser varão ou mulher, pelo que a identidade sexual é uma opção sexual que depende do próprio desejo"; compreendemos que "a Igreja recuse os métodos anticonceptivos, porque impedem o dom de si dos esposos"; a Igreja Católica defende "a absoluta indissolubilidade do matrimónio rato e consumado", tornando impossível o acesso à Eucaristia aos recasados civilmente; "o sacerdócio está em íntima conexão com o celibato"; "é doutrina definitiva ensinada infalivelmente pelo magistério ordinário universal que a Igreja não tem autoridade para admitir as mulheres ao sacerdócio".

3- E Francisco na Exortação? Reafirma o ideal: "O matrimónio cristão realiza-se plenamente na união entre um homem e uma mulher, que se doam reciprocamente com um amor exclusivo e livre fidelidade, se pertencem até à morte e abrem à transmissão da vida, consagrados pelo sacramento que lhes confere a graça para se constituírem como igreja doméstica e serem fermento de vida para a sociedade." E "não podemos renunciar a propor o matrimónio, para não contradizer a sensibilidade actual, para estar na moda, ou por sentimentos de inferioridade face ao descalabro moral e humano". Mas exige-se também autocrítica: por vezes "a forma como tratamos as pessoas ajudou a provocar aquilo de que hoje nos lamentamos" ou "apresentámos um ideal teológico do matrimónio demasiado abstracto, construído quase artificialmente".

É preciso dar "espaço à consciência dos fiéis: somos chamados a formar consciências, não a pretender substituí-las". A Igreja não abandona pastoralmente "os fiéis que simplesmente vivem juntos, que contraíram matrimónio apenas civil ou são divorciados e voltaram a casar". É contra o machismo, exalta o prazer erótico, é a favor do feminismo, entende quem tem tendência homossexual e percebe que há situações em que "a separação é inevitável, podendo até chegar a ser moralmente necessária". "Não há receitas simples." "A Igreja não é uma alfândega", mas "um hospital de campanha", "a misericórdia é a trave-mestra que sustenta a sua vida." "Na Igreja, é necessária uma unidade de doutrina e de práxis, mas isso não impede que subsistam diferentes modos de interpretar alguns aspectos da doutrina ou algumas consequências que derivam dela."

A chave da Exortação: "Acompanhar, discernir e integrar." Com esta chave, leremos, no próximo sábado, as problemáticas referentes aos anticonceptivos, ao feminismo, à homossexualidade, à comunhão para os recasados.

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

 



publicado por animo às 15:30
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

DA ARTE E DOS ESPAÇOS INE...

OBRIGADO, MANUEL

ANTONIO COLAÇO NO "VOCÊ N...

PE ANSELMO BORGES NOS ANI...

ANA SÁ LOPES NOS AAAANIMA...

ANA SÁ LOPES NOS ANIMADOS...

O OUTRO LADO DO AAANIMADO...

LISBOAS

CHEF PEDRO HONÓRIO OU AS ...

BALANÇO FINAL . JOAQUIM L...

REGRESSARAM OS AAANIMADOS...

IN MEMORIAM ANTÓNIO ALMEI...

PE ANSELMO BORGES NÃO TE...

MINISTRO CAPOULAS SANTOS ...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

CARDIGOS, AS CEREJAS E O ...

trip - ir a mundos onde n...

´WEBANGELHO SEGUNDO ANSEL...

ANDRÉS QUEIRUGA EM PORTUG...

WEBANGELHO SEGUNDO ANSELM...

arquivos

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

todas as tags

links









































































































































































































subscrever feeds